Caixa diz que que gabinete de Palocci violou sigilo de caseiro

Palocci

Reportagem da “Folha de S. Paulo” desta quarta-feira diz que a Caixa Econômica Federal responsabilizou pela primeira vez o ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, pela quebra dos dados bancários do caseiro Francenildo dos Santos Costa. A Caixa informou que a violação partiu do gabinete de Palocci. Na época do escândalo, em 2006, Palocci perdeu o cargo de ministro da Fazenda.

De acordo com o jornal, o ministrou afirmou nesta terça-feira que “desconhece” uma ação judicial do caserio, que pede uma indenização por danos morais. Em 2009, o Supremo Tribunal Federal (STF) não aceitou a denúncia contra Palocci por falta de provas.

Este não é apenas o único problema que Antonio Palocci enfrenta no momento. Desde a denúncia, também da “Folha”, de que o ministro teve seu patrimônio enriquecido em 20 vezes, Palocci tem sido alvo de muitas críticas e é cobrado pela oposição a dar explicações sobre sua fortuna.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.