Justiça considera assassino de Glauco incapaz de entender seus atos

O assassino do cartunista Glauco Villas Boas e de seu filho, Raoni, foi considerado pela justiça Federal do Paraná com imputável, ou seja, quando a pessoa não pode entender o que está fazendo, como por exemplo ter praticado um crime, como o cometido por ele em março de 2010. O juiz Mateus de Freitas Cavalcanti Costa, da 3ª Vara Federal Criminal de Foz do Iguaçu, determinou que Carlos Eduardo Nunes, o Cadu, cumpra no mínimo a pena em hospital psiquiátrico por três anos. Em decisão foi proferida na última sexta-feira e divulgada nesta segunda.

O réu foi considerado esquizofrênico paranoide e, por isso, é incapaz de perceber a gravidade de seus atos. O parecer foi do Ministério Público do Paraná e acatado pela justiça. A doença teria sido agravada pelo consumo de substâncias alucinógenas, pelo fanatismo religioso e pela crença no sobrenatural, segundo afirmou a procuradoria. Cadu deve continuar internado no Complexo Médico Penal, em Pinhais, região metropolitana de Curitiba, onde está desde o fim do ano passado.

O cartunista Glauco e seu filho foram mortos com quatro tiros cada, na residência da família, em Osasco, São Paulo. Cadu foi preso dois dias após o crime, quando tentava fugir para o Paraguai em um carro roubado. A casa de Glauco era utilizada para realização de cultos da Igreja Céu de Maria, em cuja prática religiosa os seguidores tomam o chá conhecido por Santo Daime, que ampliaria a capacidade perceptiva e criativa, o que seria elevando a consciência do ser humano.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.