Ladrões descobrem produto para limpar nota manchada, diz polícia

Sp - lavagem notas manchadas

Os criminosos envolvidos em ataques a caixa eletrônicos estão usando uma substância para remover as manchas de notas de terminais explodidos. A informação foi dada pelo diretor do Deic (Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado), Nelson Silveira Guimarães, nesta segunda-feira (6)

A nova técnica foi encontrada em uma casa da favela do Jardim Robru, na zona leste de São Paulo, onde dois homens foram presos. Pela manhã, cinco homens foram detidos na capital paulista, no total, durante a operação Caixa Preta.

As manchas rosadas eram uma forma encontrada pelos bancos de identificar cédulas roubadas. De acordo com Guimarães, o produto foi encaminhado para a perícia.

- A substância foi localizada dentro de um filtro de água, na cozinha dessa casa. Ainda não sabemos do que se trata.

Com a dupla – um servente de 31 anos e um pintor de 30 – também foram encontradas munições e uma espingarda calibre 12.
Além dos dois presos na zona leste, dois homens foram detidos na zona norte e um na zona oeste de São Paulo.

Entre os presos está um foragido da Justiça desde agosto de 2009, que cumpria pena em regime semi-aberto no presídio de Pirajuí. Segundo Guimarães, os demais suspeitos também têm passagem pela polícia.

Fonte:r7



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.