Myrian Rios, atriz e deputada, defende direito de demitir homossexuais

Myrian-rios

A atriz e deputada estadual Myrian Rios (PDT-RJ) virou protagonista de uma polêmica na internet. Na última sexta-feira, foi parar no Youtube um discurso dela no plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) contra a aprovação da PEC 23/2007, que propõe acrescentar a orientação sexual às formas de discriminação previstas na Constituição do Estado do Rio de Janeiro. Entre os seus argumentos, a deputada afirma que a medida impediria que uma babá lésbica fosse demitida após praticar pedofilia contra as filhas de um casal.

“Digamos que eu tenha duas meninas em casa e contrate uma babá que mostra que sua orientação sexual é ser lésbica. Se a minha orientação sexual for contrária e eu quiser demiti-la, eu não posso. O direito que a babá tem de querer ser lésbica, é o mesmo que eu tenho de não querer ela na minha casa. Vou ter que manter a babá em casa e sabe Deus até se ela não vai cometer pedofilia contra elas. E eu não vou poder fazer nada”, disse a deputada.

O discurso, que já foi visto mais de 900 vezes, foi gravado na última terça-feira, momentos antes da votação da PEC no plenário da Alerj. A proposta de emenda, que precisava de pelo menos 42 votos, recebeu apenas 38 a favor e 39 contra em primeira votação. A proposta não tem data para voltar ao plenário.

Em seu discurso, Myrian Rios defendeu o direito de demitir um funcionário pelo simples fato de ter uma outra orientação sexual. “Eu quero a lei para demitir sim. Para explicar que na minha casa a orientação sexual é outra”, afirmou a deputada, que ainda completou: “Essa PEC vem tirar o nosso direito de ser hétero”.

Com exceção de alguns trabalhos como apresentadora numa emissora católica, Myrian Rios está sumida da televisão. Seu último trabalho foi como a personagem Anita na novela O Clone, da TV Globo, atualmente em reprise durante a tarde. Nas últimas eleições, conseguiu tornar-se deputada estadual com a ajuda dos mais de 500.000 votos do apresentador Wagner Montes (PDT).

Nos 12 anos que passou casada com o cantor Roberto Carlos, Myrian Rios aprendeu a devoção religiosa, aderiu à Renovação Carismática da Igreja Católica e virou missionária. Em sua atuação parlamentar, sempre se apresenta como “mãe e missionária”.

No início da noite, a assessoria de Myrian Rios distribuiu a seguinte nota:

“Iniciei meu discurso de 21 de junho na tribuna da Alerj relatando a minha condição de católica, missionária consagrada da comunidade Canção Nova e, como tal, eu prego o respeito, o amor ao próximo, o perdão. Destaco que Deus ama a todas as pessoas, pois Ele não faz diferenciação. Em um dos trechos, afirmo: não sou preconceituosa e não descrimino (sic).

Repudio veementemente o pedófilo e jamais tive a intenção de igualar esse criminoso com o homossexualismo. Se entenderam desta maneira, peço desculpas. Conto na minha família com parentes e amigos homossexuais e os amo, respeito como seres humanos e filhos de Deus. Da mesma forma repudio a agressão aos homossexuais, pois nada justifica tamanha violência.

Votei contra a PEC-23 por minhas convicções e não contra este ou aquele segmento de determinada orientação sexual."

Fonte: Veja


Alexandre Gomes - Postado mais de 6 anos atrás
Que coisa ridícula. Ela deveria continuar na carreira de atriz, pois assim poderia fingir uma realidade que não existe. A vida real não é novela. Todos e todas merecem respeito e devem tem o mesmo direito.

laura teixeira pereira - Postado mais de 5 anos atrás
com essa sua posição percebo que estou sendo bem presentada na alerj, iso me leva a crer que Deus tudo pode é só se disponibilizar, parabéns e continue firme, ainda que seja muito criticada pis aqueles que acham ridículo deverian agradecer pois estão recebendo um alerta enquanto é tempo,estarei rezando por ti, um fraterno abraço, laura de são Jose do Rio Preto


Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.