Solucionado o mistério da menina que chora sangue

Meninachorasangue13

Nesta terça-feira, a Sociedade Brasileira de Clínica Médica, divulgou um laudo sobre o caso da menina de Meridiano, São Paulo, que chora sangue. Foi constatado que o fato ocorre, porque os vasos sanguíneos próximos aos olhos se rompem com o aumento da pressão. A adolescente Débora Santos, de 17 anos, já está em tratamento e os remédios apresentaram resultados positivos.

A menina ficou internada no Hospital São Paulo durante 13 dias. Depois de uma bateria de exames, uma equipe formada por oftalmologistas, neurologistas, psicólogos, psiquiatras e especialistas em coagulação comprovaram que não há nada grave.

O chefe da equipe médica, Antônio Carlos Lopes, disse que os sintomas que antecedem o sangramento na paciente são aumento da pressão na cabeça e calor no rosto. A equipe trabalha com a possibilidade de se tratar de uma disfunção neurovegetativa com alteração da vasomotricidade. É possível que essa disfunção seja consequência de traumas sofridos na infância.

O tratamento está sendo efetuado com um calmante leve e os médicos também recomendaram que ela receba acompanhamento psicoterápico. O remédio ministrado protege o coração, estabiliza a pressão arterial e diminui as chances de infarto e arritmia.

A adolescente começou a sangrar aos 14 anos, após uma agressão. Segundo parentes, Débora trabalhava como babá e a patroa bateu nela.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.