Polícia identifica agressores de pai e filho confundidos com casal gay

Orelha22

As gravações do circuito de câmeras de segurança da feira agropecuária em que pai e fiho estavam, quando foram agredidos por grupo de jovens ao serem confundidos com casal homossexual estão sendo utilizadas pela polícia para apurar o caso.

Dos dois agressores identificados, apenas um deles foi encontrado: um serralheiro de 25 anos, que confessou a agressão e alegou estar embriagado. O outro rapaz ainda está sendo procurado.

Como a homofobia ainda não constitui crime, se o agressor sofrer alguma pena, será por lesão corporal. Porém, segundo o juiz Heitor Siqueira Pinheiro, uma lei do ano de 1989 não autoriza a prisão temporária para este tipo de violação da lei. Sendo assim, o rapaz está liberado.

O pai, de 42 anos, não conseguiu identificar nenhum agressor, pois foi agredido por trás e logo desmaiou. Já o filho de 18 anos voltou para a capital paulista, local onde mora e estuda, e diz ainda estar com medo.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.