RS: merendeira que envenenou comida em escola disse que via fantasmas

Merendeirs

A merendeira acusada de envenenar a comida de dezenas de crianças e funcionários de uma escola pública no Rio Grande do Sul tem problemas na saúde mental, segundo notificação recebida pela Secretaria estadual de Educação do Rio Grande do Sul, que mesmo assim decidiu-mantê-la no cargo.

A Polícia Civil conseguiu informações mais detalhadas do comportamento de Wanuzi Mendes Machado, de 23 anos, foragida desde a sexta-feira, depois que a Justiça decretou sua prisão a partir de uma confissão.

Wanuzi transferida da instituição onde trabalhava para a Escola Estadual Doutor Pacheco Prates, na Zona Sul da capital gaúcha, onde ocorreu o envenenamento de pelo menos 39 pessoas.

Ex-colegas da merendeira contaram nos depoimentos que ela costumava ver fantasmas e esconder alimentos congelados embaixo de uma geladeira, com medo das “assombrações”, no antigo colégio que trabalhava.

O delegado Cléber Lima, responsável pela investigação, afirmou que a diretora e outros funcionários da escola onde Wanuzi trabalhou contaram que ela era perturbada e tornou a rotina de trabalho “infernal”.

Segundo ele, a merendeira era conhecida no colégio por seu comportamento anormal. O problema levou a direção da escola a encaminhar um ofício à Secretaria de Educação, que optou pela transferência invés de o afastamento.

“Provavelmente, a Secretaria quis dar uma nova chance a ela”, disse o delegado, que não pretende ouviu funcionários do órgão.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.