Norte-americano corta cabeça do filho doente e deixa na rua para mãe ver

Americanodentro

O norte-americano Jeremiah Lee Wright, de 30 anos, decapitou o filho deficiente de apenas sete anos de idade. A cabeça do menino foi deixada na rua para que a mãe pudesse vê-la ao voltar para casa. O homem confessou o crime, que ocorreu neste domingo, na cidade de Thibodaux, no estado do Louisiana. Ele está detido por homicídio em primeiro grau, com uma caução de cinco milhões de dólares.

Jeremiah alegou estar cansado de cuidar da criança, que se deslocava em uma cadeira de rodas, sofria de problemas cardíacos e paralisia cerebral, além de precisar se alimentar através de um tubo. A intenção dele, ao deixar a cabeça do menino na rua, era que a mulher “se sentisse estúpida” quando visse.

Os investigadores do caso acreditam que o lava-louças tenha sido o instrumento utilizado para a realização do crime. O aparelho vai ser analisado pelo laboratório de polícia científica.



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.