Juíza morta denunciou oficial do setor de escolta

Protpacc

A juíza Patrícia Acioli, assassinada em Niterói região metropolitana do Rio, desconfiava da segurança do Tribunal de Justiça. Em 2002 ela vinculou um oficial responsável pelas escoltas a dois réus de processos que conduzia.

Em ofício enviado à presidência do TJ, a juíza disse que o major Fernando Salema, hoje coronel e membro da coordenadoria, solicitou a liberdade de Gilberto Gomes, sargento da PM acusado de duplo homicídio e de forjar registro de morte em confronto com a polícia.

Patrícia Aciolli teria desistido da escolta oferecida pelo tribunal em 2002 porque Salema se disse amigo do agente penitenciário Wilson Farias dos Santos, acusado de triplo homicídio e suposto autor da primeira ameaça feita a ela. Por essa razão, a juíza buscou segurança diretamente na Polícia Militar.

O caso foi denunciado à Corregedoria da PM. No entanto, o resultado da sindicância não foi revelado. Patrícia só registrou o caso no TJ em 2009 após o então presidente do órgão, Luiz Zveiter, perguntar porque ela estava investigando um policia do tribunal.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.