Projeto que aumenta tempo do aviso prévio é aprovado na Câmara

Carteira_de_trabalhoimagens2

A Câmara aprovou nesta quarta-feira o projeto que aumenta o prazo de concessão do aviso prévio nas demissões sem justa causa. O trabalhador terá o direito de receber até o máximo de 90 dias proporcionalmente ao tempo de serviço prestado na mesma empresa. O projeto também garante o acréscimo de três dias a mais por cada ano aos empregados que tenham um ano trabalhado. O projeto já foi aprovado pelo Senado e, para tornar lei, precisa agora da sanção da presidente Dilma Rousseff.

Atualmente, o aviso prévio é concedido no máximo por 30 dias, a partir do primeiro ano de trabalho ou proporcionalmente aos meses de serviço. Para obter o máximo de 90 dias, o funcionário terá de ter 20 anos ou mais de serviço. Ou seja: o trabalhador que estiver na mesma empresa por dez anos terá o direito a receber dois meses de aviso prévio (um que já tinha direito mais os 30 dias referentes aos dez anos de serviço).

Segundo o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), a proposta não será estendido para os que já foram demitidos antes da publicação da lei. O presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), vai orientar os sindicatos a recorrerem à Justiça. Segundo o dirigente sindical, a legislação atual garante o prazo de dois anos para que o trabalhador reclame perdas trabalhistas na Justiça.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.