Homens dizem 'eu te amo' mais facilmente que mulheres, segundo estudo

Casaldiv

Homens são três vezes mais abertos a dizerem “eu te amo” do que mulheres. A afirmação é fruto de um estudo comandado pela psicóloga Marissa Harrison, da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Diferentemente de pesquisas anteriores, nas quais o sexo feminino figurou como mais expressivo em relação aos sentimentos, neste o “sexo frágil” se mostrou ainda mais cauteloso do que os homens quando confrontado com situações de demonstração de afeto.

Se já aparentava ser diferente, o estudo, publicado pelo Journal of Social Psychology, quebra outro paradigma do senso comum quando diz que homens se apaixonam mais rapidamente que mulheres. Para a psicóloga, para “eles” bastam algumas semanas, enquanto que para “elas” são necessários vários meses.

Além disso, Marissa diz que as mulheres são mal interpretadas quando o assunto é racionalidade no amor. “Mulheres são vistas como irracionais neste ponto porque têm uma melhor capacidade de processar experiências emocionais”, explicou.

O estudo também mostrou que os homens querem o sexo pela primeira vez depois de algumas semanas de relacionamento, enquanto as mulheres demonstram o desejo somente com meses de encontros.



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.