Saiba os perigos de se fazer lipoaspiração em consultório

Lipo1

Com a chegada do verão, a demanda por cirurgias de contorno e reparo do corpo aumenta bastante. Tem mulher que quer ter o peito maior, a cintura menor, as coxas mais finas, os braços melhor desenhados. Existe de tudo. E a intenção é quase sempre a mesma: sentir-se melhor.

Atrás apenas do aumento dos seios, a lipoaspiração está no topo das mais pedidas e desejadas cirurgias plásticas. Mas, antes de se submeter a qualquer procedimento cirúrgico, é necessário estar a par das características mínimas de segurança que o cirurgião deve oferecer ao paciente para que ele desfrute de uma boa operação e bons resultados finais. O SRZD entrou em contato com o cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da International Society of Aestetic Plastic Surgery Rodrigo Mangaravite, que explicou os problemas de se realizar a lipoaspiração em consultório e alertou para o grande número de médicos não especializados em cirurgia plástica que acabam vendendo este serviço aos seus pacientes.

“O consultório não tem a aparelhagem completa que existe em um hospital. Muitas vezes o médico nem é especializado em cirurgia plástica e faz a cirurgia sozinho, sem a presença do anestesista”, explica. “O paciente pode passar mal, ter alguma intercorrência. Se ele está em um consultório, pode não ser socorrido a tempo”. Mangaravite conta que o risco zero não existe, mas que o hospital oferece muito mais segurança ao paciente. Desta forma, o cirurgião garante que há uma diminuição potencial de riscos nas operações feitas em hospitais. Ele explica que, antes da operação, o paciente deve ser submetido a exames básicos de sangue, cardiológicos, respiratórios e de urina.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.