Polícia suspeita que filho de Carlinhos de Jesus foi executado

Dudu_56

A delegacia de homicídios que investiga o caso de Carlos Eduardo Mendes de Jesus, assassinado na madrugada deste sábado, suspeita de que ele tenha sido executado, já que os assassinos atiraram à queima roupa e fugiram sem levar nada.

- Filho de Carlinhos de Jesus é morto em Realengo

- Polícia busca imagens de local onde filho de Carlinhos de Jesus foi morto

Segundo a polícia, Carlos Eduardo foi surpreendido por dois homens em uma moto que fizeram vários disparos quando ele saía de um bar em Realengo, na Zona Sul do Rio. Ele foi levado para o Hospital Albert Schweitzer, mas não resistiu.

O corpo está sendo velado na capela do cemitério São João Batista, na Zona Sul do Rio. O enterro está marcado para às 10h da manhã deste domingo.

Por volta das 14h40 deste sábado, o coreógrafo Carlinhos de Jesus, pai de Carlos Eduardo, chegou ao Cemitério São João Batista abalado e não falou com a imprensa. Ele estava acompanhado da mulher e da filha.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.