Cresce interesse por carro colorido, mas compra requer paciência

Carro

Carros coloridos são tendência. Na Fiat, 60% das vendas do novo Uno foram de modelos em tons de amarelo, verde, azul, laranja e vermelho. Porém, comprar um veículo que fuja do preto ou do prata é tarefa difícil.

A reportagem da Folha esteve em 20 concessionárias das marcas Fiat e Ford -que oferecem o maior número de tons diferentes no Brasil- para simular a compra de um carro colorido (o Uno Amarelo Citrus e o Ka Sport Laranja Ibiza, cores escolhidas para divulgar os lançamentos).

Luiza Sigulem/Folhapress

Paulo Ariosto (à esq.) e Paulo Henrique, pai e filho, compraram carros idênticos e amarelos
A maioria das lojas ofereceu descontos nas versões existentes em estoque, invariavelmente de cores convencionais. Na Fiat Sempre, o vendedor chegou a dizer que a fábrica vai deixar de produzir o Uno Amarelo Citrus, informação negada pelo fabricante do carro.

De acordo com Isabella Vianna, do Centro Stilo Fiat, as cores chamativas representam mais da metade das vendas do Uno. Preto e prata ficaram com 40%.

“A montadora deu atenção especial aos jovens da chamada geração Y (nascidos de 1978 a 2000) desde as primeiras pesquisas para a concepção do projeto. Uma das conclusões é que eles desejam ter um carro que não seja igual aos outros”, conta Isabella.

Os números surpreenderam a Fiat. “As cores vibrantes nunca chegavam a 1% das vendas, como aconteceu com o verde e o laranja do Palio nos anos 1990. Eram cores de lançamento, que ficavam, em média, um ano na linha de produção.”

Para os principais fabricantes de tintas automotivas, o sucesso das novas cores esbarra no conservadorismo dos concessionários, que conseguem abortar boa parte das escolhas da equipe de criação do carro. As revendas preferem trabalhar com os tons mais aceitos, que variam do branco ao preto.

A aposentada Albertina Steiner, 65, descobriu isso em setembro ao entrar em uma revenda Ford de Campinas. Estava disposta a comprar um Ka Sport laranja.

“Como não havia em estoque, dei um sinal e encomendei o modelo. Depois de um mês, liguei para a Ford e fui informada que não existia um Ka nessa cor.” Ela não desistiu e conseguiu receber o carro no início de novembro, depois ter percorrido todas as revendas de Campinas.

Fonte:Folha SP



Publicidade


Outras Notícias


Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

São Floriano, padroeiro dos bombeiros

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.