Homem flagrado apenas de calcinha terá que pagar R$ 300 de indenização

Homemdecalcinha

Um jovem de 28 anos, flagrado por policiais usando apenas duas calcinhas pelas ruas de Maracaju, a 160 quilômetros de Campo Grande, terá de doar ao Conselho da Comunidade R$ 300 pela prática do ato obsceno, ocorrida em julho deste ano.

A partir de janeiro de 2012 o homem terá que depositar três parcelas de acordo com o conclusão do juíz. O acusado terá ainda de comprovar o depósito perante o cartório do fórum local. A medida foi pedida pelo Ministério Público e acatada pela Defensoria Pública.

O homem foi abordado por PMs após denúncias de moradores na madrugada de 31 de julho. Agentes da Polícia constataram que o homem estava seminu e perambulando próximo a uma pizzaria apenas de calcinhas. Questionado pelos policiais sobre o motivo, ele disse que foi expulso da casa da namorada e que a mulher teria ficado com todas as suas roupas.

O homem estava com arranhões no joelho e no cotovelo e foi conduzido à delegacia da Polícia Civil para prestar depoimento. Ele foi interrogado pelos homens de plantão e, em seguida, foi liberado depois de assinar um termo circunstanciado de ocorrência. O jovem só deixou a delegacia de Maracaju após conseguir uma bermuda emprestada.
SRZD



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.