Fundador do Megaupload vai continuar preso

Megaupload

O fundador do site de compartilhamento de arquivos Megaupload, Kim Dotcom (Kim Schmitz), vai continuar atrás das grades, apesar de negar as acusações de pirataria e lavagem de dinheiro. A decisão foi tomada nesta segunda-feira por uma corte da Nova Zelândia. As informações são da agência “Reuters”.

Em audiência, a procuradora Anne Toohey disse que o alemão oferecia risco “no ponto extremo na escala” por ter acesso a múltiplas identidades, fundos e já ter fugido de acusações criminais. Toohey afirmou ainda que as investigações do FBI ainda não chegaram a todas as contas bancárias de Dotcom.

O advogado do fundador do Megaupload, no entanto, garante que o cliente não vai retomar os negócios ou fugir, além de continuar contribuindo com a Justiça. Dotcom teve os fundos congelados e os passaportes apreendidos.

Segundo o juiz David McNaughton, conceder fiança imediata será difícil e o anúncio da decisão será feita por escrito até quarta-feira.

O governo dos Estados Unidos acusa o alemão de armar um esquema para conseguir mais de 175 milhões de dólares em poucos anos, com cópia e distribuição não autorizada de músicas, filmes e outros conteúdos protegidos por direitos autorais. No lado oposto, está a defesa, alegando que o Megaupload apenas oferecia armazenamento na rede.

A empresa foi fechada pelo FBI e pela Filesonic após sites como Wikipédia e Craigslist saírem do ar em protestos do Stop Online Piracy Act (Sopa) e Protect IP Act (Pipa), que pregam o fim da pirataria na rede. Ambos os movimentos contam com o apoio de sites de entretenimento, porém recebem críticas do Twitter, Google e Facebook, que consideram as medidas ofensivas à liberdade de expressão.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.