Servidor público que estender tempo de trabalho terá aposentadoria maior

Previdencia-privada

Quem quiser estender o tempo de trabalho para além dos 35 anos exigidos para aposentadoria terá vantagens com a Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp).

Prestes para entrar em vigor, a novidade trará a possibilidade de um benefício até 72,3% maior do que o atual, caso um servidor público que receba um salário de R$ 10 mil queira exercer funções durante 45 anos.

Pela regra atual, a aposentadoria líquida deste funcionário, com os descontos feitos, seria de R$ 9.513,12, mas pela Funpresp, a cifra passaria para R$ 16.395,20, segundo cálculos da União.

Apesar de a pensão ser vitalícia, o governo pretende lançar regras como um tempo mínimo de casamento entre o trabalhador que gera o benefício e a beneficiária, com o objetivo de combater “casamentos no leito de morte”.

De acordo com a mudança, o servidor que pretende ter um ganho acima de R$ 3.916,20 (teto do INSS) deve contribuir com um fundo complementar



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.