Site quer arrecadar dinheiro para 'vizinhas' posarem nuas

Posar nua

Que mulher você gostaria de ver nua? É a Mulher Melancia, a Luana Piovani ou a sua vizinha?

Quando o grupo de amigos publicitários Daniel Mattos, 25, Rodrigo Nery, 23, e Ricardo Dulios, 26, se fez essa pergunta em uma mesa de bar, a resposta foi clara: eles queriam ver a vizinha.

“Todas as respostas eram pessoas que faziam parte dos nossos ciclos sociais, nenhuma resposta era uma BBB, uma atriz ou uma panicat. Eram sempre pessoas que a gente conhecia: a vizinha, a colega de escola, a professora”, contou Mattos ao “F5”.

Para solucionar esse “problema”, o trio resolveu fundar o Nakeit, primeiro site de “crowdfunding” disposto a arrecadar dinheiro para qualquer um tirar a roupa.

“Crowdfunding” é o financiamento coletivo, uma moda recente da internet que atrai vários projetos culturais, como produção de curtas-metragens, gravação de CDs, montagem de peças etc. Os donos das ideias a apresentam e pedem contribuições para concretizá-la.

O primeiro desafio do site Nakeit deve sair em um mês. O trio convidou Pietra Príncipe, apresentadora do “Papo Calcinha” do canal Multishow, para promover o site e fazer a estreia. Isso se ela conseguir arrecadar os R$ 300 mil.

Para Mattos, ela não foge da filosofia da “vizinha”.

“Apesar de ela ser loira e gostosona, ela tem um toque de pessoa comum que a gente acha muito legal. Ela é super nerd, gosta de videogame. E ela sabe conversar com as pessoas pelo Twitter, ela já tem essa cultura digital.”

Até agora, Pietra já arrecadou pouco mais de R$ 75 mil e tem apenas 18 dias para conseguir o resto. Mas Mattos garante que se a meta não for alcançada, não tem problema.

“Todas as pessoas que contribuíram recebem o dinheiro de volta e a Pietra não faz o ensaio. E abrimos para todo mundo.”

É praxe nos sites de “crowdfunding” uma recompensa para aqueles que contribuírem.

No caso de Pietra, quem só der R$ 10 tem direito às fotos do ensaio. Aqueles que pagarem R$ 300, ganham a calcinha da apresentadora. O valor máximo, R$ 8.000, dá direito à entrega das fotos pela própria pessoa.

“Ninguém ainda pagou os R$ 8.000, mas os R$ 300, que é a calcinha emoldurada, bastante gente comprou”, contou Mattos.
O resultado promete ser interessante. O publicitário explicou que as fotos sofrerão o mínimo de retoques.

“Óbvio que o Photoshop é uma ferramenta usada profissionalmente na fotografia, mas a gente não quer casos bizarros, como a Mulher Melancia. A gente não vai montar Frankensteins.”

Para tirar a roupa, as interessadas podem pedir quanto quiserem, mas o Nakeit faz um cálculo para ver qual o poder de arrecadação de cada uma.

“A gente faz um estudo nas mídias sociais da pessoa e consegue calcular o alcance dela, e ver quanto a gente imagina que ela conseguiria arrecadar. Mas é só uma dica, a pessoa pede quanto quiser.”

Se os seus olhinhos brilharam com a ideia mas você não é uma gostosona, não tem problema.

“A gente vai fazer com que as pessoas escolham o que elas querem e se é homem, beleza. O objetivo é democratizar.”



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.