Cabeça de bebê é arrancada em parto em Aracaju (SE)

Hospital-maternidade-santa-isabel

Maria Alcilne Vieira Amorin deu a luz, na última terça-feira (15), no Hospital e Maternidade Santa Isabel, em Aracajú (SE), e acusa o local de negligência médica. Durante o parto, a cabeça de seu filho teria sido arrancada.

A moça deu entrada na maternidade no dia anterior (segunda-feira,14) com fortes dores. Ela foi levada pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), após a bolsa d’água se romper. Quando chegou no local, foi encaminhada para a sala de parto.

Leia mais notícias de Cidades

Segundo Maria Alcine, a equipe médica sugeriu um parto natural. Durante horas, ela tentou ter a criança. A jovem conta que pelo menos cinco médicos trabalharam no parto e chegaram a discutir sobre os procedimentos que deveriam ser tomados. Ela com que, em um determinado momento, ouviu apenas um ‘estalo’ e questionou os médicos sobre o estado de saúde da criança.

Nesse momento, ela perguntou se o filho estava morto e teria recebido a resposta positiva de um dos médicos. A mulher conta que, às pressas, foi levada para o centro cirúrgico e passou por uma cesariana, para retirar o restante do corpo da criança.

— Eu senti uma coisa saindo de dentro de mim, mas era muito pequeno. Depois me dei conta que era apenas a cabeça e o restante do corpo ficou dentro de mim.

A jovem recebeu alta na quarta-feira (16) e diz que, até o momento, ainda não viu o corpo do filho. O cadáver está no necrotério e deve ser enterrado nesta quinta-feira (17), caso seja liberado. Maria afirma ter tido uma gestação normal e feito corretamente todo o pré-natal.
Ela diz que irá denunciar o caso ao Ministério Público e que espera justiça. Maria é mãe de outras três crianças.

A direção do hospital marcou uma entrevista coletiva para esta quinta-feira para esclarecer os fatos. Uma sindicância já foi aberta para apurar o caso. O hospital adiantou que a cabeça só foi degolada porque a criança já estava morta e apresentava um problema no ombro.


elaine alves - Postado mais de 6 anos atrás
claro que vão ter sempre desculpas,se eu fosse a mãe eu ia ate o fim a ter justica,se fosse alguem da familia deles ñ trataria assim com tanta falta de responsabiidade e humanismo.


Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.