Senado cassa mandato de Demóstenes

Demostenes

Por 56 votos a 19, o Senado aprovou a cassação do mandato do senador Demóstenes Torres (sem partido-GO). Ele é acusado de usar o mandato a favor do empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. No momento da votação, 80 senadores estavam no plenário. A sessão foi aberta, porém a votação, secreta.

Ao defender a cassação do senador, o relator do processo no Conselho de Ética, Humberto Costa (PT-PE), enfatizou que Demóstenes mentiu em plenário para esconder sua relação com o empresário goiano Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Segundo Humberto Costa, além de participar da organização criminosa, Demóstenes atuou para proteger Cachoeira das investigações que estavam sendo feitas pela Polícia Federal.

Após o discurso dos relatores no processo de cassação, começou a discussão do pedido. Os cinco senadores que pediram a palavra apoiaram a cassação do mandato de Demóstenes e todos defenderam o fim da votação secreta. Na semana passada, o Senado aprovou a proposta de emenda à Constituição (PEC) que acaba com a votação secreta. A proposta precisa agora ser apreciada pela Câmara.



Outras Notícias


Adolescente desaparecida em Castelo

Prefeito de Venda Nova nega irregularidade

Fundo Rural tem R$ 639 mil para investir no desenvolvimento

Atendimento municipal a portadores de deficiência auditiva é referência

Homem é preso e arma e munições são apreendidas na região serrana

Restaurantes apresentam pratos do Giro Gastronômico

Tratamento de infertilidade pelo SUS chega a Cachoeiro

Cachoeiro Stone Fair vai aquecer economia local

Drogas, armas e munições são apreendidas em Cachoeiro

Cursos de qualificação gratuitos têm vagas abertas

Aluno é detido em porta de escola em Venda Nova

Pedra Azul Gourmet vai movimentar Domingos Martins em setembro

Caminhoneiro morre carbonizado em grave acidente

Acidente na BR-101 deixa uma vítima fatal

Jovem é assassinado no bairro Zumbi

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.