Banco de Perucas eleva autoestima de pacientes com câncer no ES

Cancer

Aos 17 anos, a estudante Danieli Moreira descobriu que estava com leucemia e a primeira preocupação foi com a queda dos cabelos. O receio da jovem também acompanha muitas outras mulheres que passam por tratamentos de saúde que as fazem perder os cabelos. Há três anos surgiu, em Cachoeiro de Itapemirim, Sul do Espírito Santo, o Banco de Perucas do Hospital Evangélico do município, que completa três anos em abril e já atendeu 174 pessoas. Para as beneficiadas, o novo visual eleva a autoestima.
Para a estudante, no início foi difícil aceitar, até que uma assistente social disse para ela procurar o banco. A primeira peruca foi loira. “Logo que descobri a doença, pensei no meu cabelo porque ele é tudo para mim. Mas me adaptei, desde então já usei perucas de várias cores e tamanhos, e também com mechas”, contou.
O banco foi criado em abril de 2010, mês que se comemora o dia mundial da luta contra o câncer. No início, as perucas ficam armazenadas em um salão no bairro Independência, em Cachoeiro, onde recebem todos os cuidados necessários até que sejam emprestadas às pacientes.
“A gente pede para a paciente mostrar uma foto do cabelo como era antes e a partir disso selecionamos qual a peruca ficará melhor para ela. Também orientamos quanto ao cuidado, pois depois elas serão emprestadas para outras pessoas. Temos perucas de cabelo artificial e também de natural, então os cuidados diferem de uma para a outra”, disse a responsável pelo Banco de Perucas Sabrina Aleixo.
Atualmente, o local conta com 121 perucas, sendo 66 emprestadas e 55 a espera de uma paciente. Durante os três anos de funcionamento, 174 mulheres já foram atendidas, e para que esse número continue crescendo, o hospital conta com a ajuda de doadoras.
A secretária do setor de hemodiálise do Hospital Evangélico, Jéssica Parmanhane, resolveu doar pela primeira vez no mês de março deste ano. “Ajudar o próximo já é um grande prazer. É um incentivo saber que o que eu fiz ajudou a alegrar a vida de uma pessoa”, disse.
Para a cabelereira Kátia Menezes, que está em tratamento de um câncer de mama, o pequeno gesto da doação fez uma grande diferença para ela, que adora trabalhar com cabelos. “Me ajudou a aceitar doença e me sentir segura. Meu tratamento está chegando ao fim e quando meu cabelo voltar a crescer, também tenho vontade de doar”, disse.
Serviço
Os interessados em ajudar o Bancod e Perucas devem entrar em contato com a Casa de Apoio aos Pacientes com Câncer pelo telefone (28) 3517-1026, ou no Setor de Oncologia do Hospital Evangélico de Cachoeiro, através do telefone (28) 3526-6121.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.