Banco de Perucas eleva autoestima de pacientes com câncer no ES

Cancer

Aos 17 anos, a estudante Danieli Moreira descobriu que estava com leucemia e a primeira preocupação foi com a queda dos cabelos. O receio da jovem também acompanha muitas outras mulheres que passam por tratamentos de saúde que as fazem perder os cabelos. Há três anos surgiu, em Cachoeiro de Itapemirim, Sul do Espírito Santo, o Banco de Perucas do Hospital Evangélico do município, que completa três anos em abril e já atendeu 174 pessoas. Para as beneficiadas, o novo visual eleva a autoestima.
Para a estudante, no início foi difícil aceitar, até que uma assistente social disse para ela procurar o banco. A primeira peruca foi loira. “Logo que descobri a doença, pensei no meu cabelo porque ele é tudo para mim. Mas me adaptei, desde então já usei perucas de várias cores e tamanhos, e também com mechas”, contou.
O banco foi criado em abril de 2010, mês que se comemora o dia mundial da luta contra o câncer. No início, as perucas ficam armazenadas em um salão no bairro Independência, em Cachoeiro, onde recebem todos os cuidados necessários até que sejam emprestadas às pacientes.
“A gente pede para a paciente mostrar uma foto do cabelo como era antes e a partir disso selecionamos qual a peruca ficará melhor para ela. Também orientamos quanto ao cuidado, pois depois elas serão emprestadas para outras pessoas. Temos perucas de cabelo artificial e também de natural, então os cuidados diferem de uma para a outra”, disse a responsável pelo Banco de Perucas Sabrina Aleixo.
Atualmente, o local conta com 121 perucas, sendo 66 emprestadas e 55 a espera de uma paciente. Durante os três anos de funcionamento, 174 mulheres já foram atendidas, e para que esse número continue crescendo, o hospital conta com a ajuda de doadoras.
A secretária do setor de hemodiálise do Hospital Evangélico, Jéssica Parmanhane, resolveu doar pela primeira vez no mês de março deste ano. “Ajudar o próximo já é um grande prazer. É um incentivo saber que o que eu fiz ajudou a alegrar a vida de uma pessoa”, disse.
Para a cabelereira Kátia Menezes, que está em tratamento de um câncer de mama, o pequeno gesto da doação fez uma grande diferença para ela, que adora trabalhar com cabelos. “Me ajudou a aceitar doença e me sentir segura. Meu tratamento está chegando ao fim e quando meu cabelo voltar a crescer, também tenho vontade de doar”, disse.
Serviço
Os interessados em ajudar o Bancod e Perucas devem entrar em contato com a Casa de Apoio aos Pacientes com Câncer pelo telefone (28) 3517-1026, ou no Setor de Oncologia do Hospital Evangélico de Cachoeiro, através do telefone (28) 3526-6121.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.