Assassino confessa crimes mas é liberado

Assassino 2

O suspeito de ter matado três homens durante uma festa na Serra, Grande Vitória, se apresentou à polícia nesta quarta-feira (29), mas foi liberado. Segundo o titular da Delegacia de Crimes Contra a Vida do município, delegado Marcos Vinicius de Souza, o jovem de 23 anos confessou o crime espontaneamente e foi liberado por não haver mais flagrante, nem mandado de prisão em aberto. Além disso, o rapaz é réu primário e tem emprego e residência fixos. O delegado atribuiu a liberação do suspeito a “uma falha na legislação penal”. Em depoimento, o suspeito alegou que atirou em dois homens, pois havia sido ameaçado, e que a terceira vítima foi atingida por uma bala perdida.
As três vítimas foram mortas na madrugada de domingo (26), durante uma festa que acontecia na frente de uma casa na rua Itaguaçu, em Vista da Serra I, na Serra, Grande Vitória. Segundo testemunhas, o assassino chegou de moto, atirando várias vezes. Um homem, de 31 anos, morreu na hora, com vários tiros. Outros dois homens chegaram a ser socorridos, mas não resistiram aos ferimentos.
O titular da Delegacia de Crimes Contra a Vida da Serra, delegado Marcos Vinicius de Souza, destacou que a legislação permite a liberação do suspeito em casos como este. “Quando a pessoa se apresenta, confessa espontaneamente o crime, tem emprego fixo e residência fixa, em tese entende-se que ele tem interesse em colaborar com o processo e que não haveria um risco para a sociedade no caso desse elemento ficar na rua. Isso eu entendo que é uma falha legislativa grave, principalmente em decorrência do crime que foi praticado”, esclareceu.
Souza frisou, ainda, que a lei é fraca e contribui para a impunidade. “Quanto à parte da polícia, nós fizemos tudo o que estava ao nosso alcance. Contra a legislação, fica difícil a gente brigar. Eu entendo que lei fraca, bandido forte. A sensação que fica pra gente é muito ruim, porque foram três vidas tiradas por uma motivação banal e, em decorrência de uma legislação fraca, nós somos obrigados a ver esse elemento sair pela porta da frente da delegacia”, finalizou.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.