Servidores pedem afastamento de prefeito

Afst

Depois de irem às ruas nas últimas semanas reivindicando aumento salarial para a categoria, agora os servidores municipais de Cachoeiro de Itapemirim, sul do Espírito Santo, pedem o afastamento do prefeito da cidade, Carlos Casteglione. Nesta terça-feira (13), os manifestantes foram até a Câmara de Vereadores e entregaram um documento com seis denúncias contra o prefeito. Entre elas, irregularidades em contratações e processos licitatórios, além de questões salariais. A assessoria do prefeito informou que, no início da noite, ele foi à Câmara Municipal para conversar com vereadores e representantes dos servidores.
Cerca de 2,5 mil servidores do município entraram em greve na semana passada. Com uma greve iniciada na última segunda-feira (5), em um ato que reuniu cerca de 400 pessoas, o movimento levou manifestantes até a prefeitura, onde lavaram a escadaria do prédio e entraram para conversar com o prefeito Carlos Casteglione. Além do aumento salarial esperado desde abril, o presidente do sindicato dos servidores municipais, Jonathan Willian, disse que os grevistas também reclamam questões como a do tíquete-alimentação, o pagamento de insalubridade e periculosidade e o retorno dos salários de técnicos administrativos
O autor do documento, o presidente do sindicato de servidores municipais de Cachoeiro, Jonathan William, pede a instauração de uma comissão para afastar o prefeito da cidade. “Esperamos que os vereadores que tem o dever de investigar e de fiscalizar o município, instaurem uma comissão processante para afastar o prefeito e caçá-lo ao final desse processo”, disse.
O presidente da Câmara de Vereadores , Júlio Ferrari, disse que a casa busca um diálogo com a Prefeitura para discutir as demandas dos servidores. Depois de receber o documento com as denúncias, explicou que o pedido de abertura será votado na semana que vem. “Na próxima terça-feira nos vamos colocar para ser lida no plenário da Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim. Posteriormente, vai precisar de treze votos favoráveis para abrir a comissão de ética ou não abrir”, explicou Ferrari.
O documento tem cerca de duzentas páginas que apresentam seis denúncias: contratação irregular de mais de três mil servidores sem concurso público, redução dos salários para os cargos técnicos na prefeitura, discriminação de salários entre servidores efetivos e dos professores efetivos e dos professores contratados que têm pós-graduação, aplicação irregular do fundo municipal de trânsito e irregularidades no processo licitatório de duas empresas.
Agora, parte do relatório será encaminhado para o Ministério Público. Se a comissão processante for aberta, ela terá um prazo de 90 dias para apurar o caso, podendo ser prorrogado por mais 90 dias.
A ação desta terça faz parte de uma série de manifestações realizadas pelos servidores municipais nos últimos dias. Com greve declarada desde a semana passada, algumas escolas estão com as atividades comprometidas e houve paralisação parcial na área da saúde. Entre as principais reivindicações, está o reajuste salarial, mas a Prefeitura alega que não tem condições de atender o pedido.
No início da noite o prefeito foi até a Câmara Municipal. De acordo com assessoria de comunicação da Prefeitura ele conversou com vereadores e representantes do servidores municipais.
Fonte: G1

Mais imagems

Afast 2


Publicidade


Outras Notícias


Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

São Floriano, padroeiro dos bombeiros

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.