Horário de verão: saiba como encurtar a sua adaptação

Hor_

Criado para ajudar o país a economizar energia, a maioria das pessoas tem relação de amor ou ódio com o Horário de Verão, medida que obriga a adiantar o relógio uma hora para aproveitar ao máximo a luminosidade do dia. À zero hora do próximo domingo (20) começa a vigorar o novo horário, que se estenderá até 16 de fevereiro. Como muita gente se queixa das mudanças no padrão do sono, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) ouviu dicas de um neurologista para ajudar a encurtar o período de adaptação.

O neurologista da Sesa Leonardo de Paula Liparizi observa que as dificuldades iniciais para ‘pegar’ no sono ou acordar costumam durar cerca de 15 dias, mas que é possível encurtar esse período observando alguns cuidados. O ideal, segundo ele, é começar o período de adaptação com antecedência, procurando dormir meia hora mais cedo e até uma hora antes do horário habitual nesta semana.

Essa é uma boa dica principalmente para aqueles que, a partir da semana que vem, terão de começar a levantar com o dia ainda escuro. “Há mudança no padrão de sono. Quem está acostumado a acordar com o sol entrando pela janela, ao acordar com o dia ainda escuro estará sob o efeito do sono da noite e sentirá que ‘perdeu’ uma hora de sono”, explica Leonardo.

O neurologista lembra que há hormônios que são produzidos pelo organismo durante o dia e outros à noite. É o caso da melatonina, que regula o sono e atinge o seu auge de duas a três horas após escurecer. Como as pessoas tendem a dormir mais tarde, mas precisam acordar mais cedo, o metabolismo acaba afetado e precisa de um tempo para se adaptar.

De acordo com o médico, tanto crianças como adultos de qualquer idade sentem os efeitos dessa mudança. Por isso, segundo ele, é tão importante ter horários regulares para dormir e acordar, o que ajuda a ter uma noite de sono de qualidade para promover descanso.

“A rotina do sono é importante, porque não é só a quantidade de horas dormidas, mas a qualidade desse sono é que vai permitir que a pessoa enfrente o dia seguinte sem aquela sensação de cansaço, sonolência e de que dormiu mal”, avalia Leonardo.

Tão importante quanto observar horário regular para dormir, é estar atento ao que não fazer e que pode prejudicar o sono e principalmente a adaptação nesse período em que se “perde” uma hora de sono.

Segundo o neurologista, próximo da hora de dormir é bom evitar atividades físicas, além de refeições pesadas e bebidas estimulantes como café, chá preto, refrigerantes e chocolate. Ele destaca que, embora muita gente acredite que a bebida alcoólica ajuda a relaxar, na verdade, o álcool provoca sono fragmentado, de qualidade ruim.

“Sono é rotina, é hábito, por isso as mães observam o horário de colocar seus bebês para dormir. A gente é que desaprende isso com o tempo”, reforça.

Para ele, quanto melhor a higiene do sono, mais rápida a adaptação nesse período de transição. Mas se alguém perceber, com o passar do tempo, que desenvolveu sonolência diurna excessiva e padrão de insônia deve conversar com o médico da unidade de saúde mais próxima de sua residência. Se houver necessidade ele encaminhará o paciente para o neurologista para avaliação das causas.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.