Alunos fazem expedição à gruta que foi habitada por homens na pré-história

Castelo gruta do limoeiro cas016- foto sagrilo

Conhecer parte da história de quem viveu há quatro mil e quinhentos anos atrás. Essa experiência foi vivenciada pelos alunos do 4° ano do ensino fundamental da Escola Estadual Maria Angélica Marangoni, em Cachoeiro de Itapemirim. E tudo isso aqui bem perto, na Gruta do Limoeiro, no município de Castelo.

A Gruta do Limoeiro, situada a apenas 15 quilômetro do Centro de Castelo, é considerada o sítio arqueológico mais importante da pré-história no Espírito Santo. Lá foram descobertos 11 esqueletos de homens que viveram há aproximadamente quatro mil e quinhentos anos. Sabe-se ainda que desde o ano 1.200, ela era habitada por tribos indígenas, especialmente os Puri-Coroados, que travaram intensas batalhas com o homem branco durante a colonização do Brasil.

“Eles aprendem muito sobre as civilizações antigas, suas formas de escrita e modos de convivência, levando em conta a evolução da espécie humana ao longo de milhares de anos”, comenta a pedagoga escolar Viviani Narlim Lorenço.

Diversos materiais arqueológicos já foram encontrados em escavações realizadas na região: lascas de quartzo, resíduos de lascamento, lâmina de machado de pedra polida, pontas de projetil (flecha) em osso polido e uma bigorna de mão, instrumento que indica que os índios que habitaram a gruta e praticavam o lascamento por pressão e poderiam fazer pontas de projetil em pedra.

Os alunos também aprenderam sobre a formação rochosa da Terra. A entrada da gruta possui mais de seis metros de altura, onde está a pedra do sino, que possui esse nome pela forma e som metálico que emite, lembrando um sino. No interior, as formações rochosas esculpidas pela água ao longo de milhões de anos formam vários salões de beleza inigualável, alguns ainda inexplorados.

A expedição faz parte do projeto “Viagem ao conhecimento”, que busca aliar a teoria à prática, transformando o conhecimento em experiências reais. “Com essa prática pedagógica, os alunos aprendem se divertindo, conhecem lugares tão próximos e passam a ter outra visão que não seja de imagens ou gravuras, valorizamos os ambientes de estudo existentes em nosso Estado”, enfatiza o diretor Humberto Matteini Pereira de Oliveira.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.