Empregada doméstica é presa acusada de furto

Guarda civil municipal

Após furtar joias valiosas da casa que trabalhava, a empregada doméstica Maria Eduarda Bittencourt,de 20 anos, foi presa na manhã desta segunda-feira, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. Os furtos aconteciam há cerca de dois meses. Um receptador também foi detido.

A Guarda Civil Municipal, que realizou as prisões, afirmou que o prejuízo é de aproximadamente R$ 300 mil. A criminosa Maria Eduarda Bittencourt, vendeu as joias para dois estabelecimentos comerciais. Na casa de um comerciante foram encontrados um cordão, uma pulseira e um par de brincos – este não compareceu ao DPJ e mandou um advogado. Já em uma joalheria localizada no bairro Guandu nada fora apreendido, o proprietário já havia derretido os objetos. Ele se comprometeu a pagar o prejuízo.

Ainda segundo a Guarda Municipal, Maria Eduarda confessou que havia vendido parte das joias – que são raras com valor estimativo – por aproximadamente R$ 3 mil. A Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio segue com as investigações.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.