Vargem Alta quer terras de Cachoeiro

Va_200_200

O prefeito de Vargem Alta, João Bosco Dias, o Bosquinho (PSB), pretende defender na sessão de terça-feira, na Câmara de Cachoeiro, o projeto de lei pelo qual a Prefeitura cachoeirense pede autorização para entregar o território de Alto Gironda ao município serrano. O presidente da associação de moradores do local também deve participar.

Segundo Bosquinho, “há muito tempo a Prefeitura de Vargem Alta mantém no distrito escola e quadra de esportes, entre outros serviços públicos. A população local, inclusive, pensava que o distrito pertencia a Vargem Alta, mas foi confirmado pelo IBGE que a área é de Cachoeiro”.

O prefeito se reuniu, na quarta-feira, com o presidente da Câmara de Vereadores cachoeirense para discutir o assunto. Para que a doação seja confirmada, os vereadores dos dois municípios precisam aprovar.

Para Júlio Ferrari, “o projeto é extremamente polêmico e é necessário ouvir todos os lados da questão antes de tomar qualquer decisão. Nos preocupa é a questão econômica. O local tem enorme potencial no setor do mármore, graças as jazidas lá existentes. Nosso município tem péssima arrecadação e a penúltima renda per capita do Estado. Alto Gironda pode vir a ser um excelente gerador de recursos para o município ”, afirma.

Doação gera polêmica

Na Casa de Leis de Cachoeiro, durante a sessão desta semana, alguns vereadores se manifestaram sobre a doação de Alto Gironda à Vargem Alta. Não há consenso nem na base governista ou sequer sobre a regularidade do projeto de lei.

O líder do governo, Antônio Rizzo Moreira dos Santos (PT), cumpre seu papel e defende a proposta enviada à Câmara pelo prefeito de Cachoeiro, Carlos Casteglione (PT).

Segundo ele, em Alto Gironda existem 384 eleitores que votam em Vargem Alta, município que, inclusive, faz a gestão do distrito, fornecendo água e mantendo o posto de saúde. Por isso, a população, que tem até representante na Câmara vargemaltense, seria favorável à doação do território.

No entanto, outro governista, David Lóss (PDT), diz que a Prefeitura de Cachoeiro deveria ter enviado todo o processo, que está na Assembleia Legislativa, para conhecimento dos vereadores, mas adianta que esse tipo de ação exige a realização de um plebiscito. Segundo ele, por estes motivos, a Comissão de Constituição, da qual é relator, poderá devolver a matéria ao Poder Executivo.

O vereador Delandi Macedo (PSC) foi outro a opinar. É contra a doação de Alto Gironda.

Fonte: O Fato



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.