Irmãs assassinadas têm corpos encontrados

Taubaté As irmãs Josely Laurentina de Oliveira, de 16 anos, e Juliana Vania de Oliveira, de 15 -, moradoras do bairro Jacuí, na zona rural de Cunha, a 225 quilômetros de São Paulo, que estavam desaparecidas desde o final da tarde da última quarta-feira (23), foram encontradas mortas, ontem, a 8 quilômetros do local onde foram vistas pela última vez.

Os corpos das estudantes estavam num matagal de difícil acesso, no bairro Samambaia. O Instituto Médico-Legal (IML) de Guaratinguetá divulgou, no início da noite de ontem, o resultado do exame de necropsia das garotas, que foram baleadas. Juliana foi atingida por quatro tiros e Josely, por dois. O exame não apontou, entretanto, se as duas irmãs sofreram abuso sexual. Parte do material foi encaminhado para o Instituto de Criminalística (IC) de São Paulo para novos exames.

As mochilas das adolescentes, que voltavam da aula quando desapareceram, ainda não foram encontradas.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.