Irmãs assassinadas têm corpos encontrados

Taubaté As irmãs Josely Laurentina de Oliveira, de 16 anos, e Juliana Vania de Oliveira, de 15 -, moradoras do bairro Jacuí, na zona rural de Cunha, a 225 quilômetros de São Paulo, que estavam desaparecidas desde o final da tarde da última quarta-feira (23), foram encontradas mortas, ontem, a 8 quilômetros do local onde foram vistas pela última vez.

Os corpos das estudantes estavam num matagal de difícil acesso, no bairro Samambaia. O Instituto Médico-Legal (IML) de Guaratinguetá divulgou, no início da noite de ontem, o resultado do exame de necropsia das garotas, que foram baleadas. Juliana foi atingida por quatro tiros e Josely, por dois. O exame não apontou, entretanto, se as duas irmãs sofreram abuso sexual. Parte do material foi encaminhado para o Instituto de Criminalística (IC) de São Paulo para novos exames.

As mochilas das adolescentes, que voltavam da aula quando desapareceram, ainda não foram encontradas.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.