TRE-ES mantém decisão que multou Casteglione por gastos excedentes com propaganda

Casteglione

O Plenário do TRE-ES negou na sessão de quarta-feira (27), por unanimidade, o recurso interposto pelo atual prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Carlos Roberto Castiglione, que foi acusado pelo Ministério Público Eleitoral de ter praticado gastos acima do que é permitido por lei no período pré-eleitoral.

De acordo com o relator do processo, o juiz Gustavo Holliday, Castiglione superou o limite legal dos gastos com propaganda, já que a despesa com publicidade institucional realizada no município de Cachoeiro do Itapemirim/ES no primeiro semestre de 2012 foi de R$ 1.927.942,29 e ultrapassou o limite autorizado por lei, que, no caso, era de R$ 1.542.186,63 – média dos 03 anos anteriores.

Holliday, juntamente com os demais membros do plenário, decidiram manter inalterada a sentença do juiz da 2ª Zona Eleitoral, que condenou Castiglione ao pagamento de multa, no valor de R$ 5.320,50, por prática de conduta vedada, prevista no art. 73, VII, da Lei nº 9.504/97.

O prefeito ainda pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra a decisão do TRE-ES.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.