Castelo decreta situação de emergência

Castelo

Diante dos problemas ocasionados pelas fortes chuvas em Castelo nos últimos dias, o prefeito Jair Ferraço, na manhã desta terça-feira (17), decretou situação de emergência no município. A medida será publicada no fim da tarde no Diário Oficial Eletrônico da Prefeitura, e pode ajudar o município na obtenção de recursos para consertar os estragos causados pela chuva, além de prever ações que autorizam, por exemplo, mobilização de todos os órgãos municipais.

De acordo com dados da Defesa Civil do município, o prejuízo estimado já chega a três milhões de reais. Uma ponte e dois muros caíram, duas casas foram interditadas e dezenas de estradas do interior estão intransitáveis, principalmente as de comunidades que ficam na região serrana. Até o momento Castelo tem 26 pessoas desalojadas e seis pessoas desabrigadas. Os desalojados estão em casas de parentes e as pessoas desabrigadas foram remanejadas para casas alugadas através do “aluguel social” da Prefeitura. O nível do rio Castelo está cerca de 2,70 metros acima do nível normal e a previsão é de mais chuva para os próximos dias.

“Hoje Castelo conta com vários equipamentos instalados como pluviômetros e estações hidrográficas, que têm nos ajudado a monitorar a situação. Também recebemos um alerta às 22h45 desta segunda-feira do Cemaden, órgão vinculado ao Governo Federal que monitora os desastres naturais no país, reportando riscos moderados de inundação, e deslizamento de encostas em Castelo. Estamos em alerta para que os possíveis problemas sejam minimizados, já que não temos como impedir as chuvas”, informou Lúcio Cesconetti, coordenador da Defesa Civil do município.

Por volta do meio dia, o site do Incaper informava uma previsão ainda preocupante para Castelo, de 13,4 milímetros de chuva hoje, de 73,3 mm de chuva para quarta-feira (18), e de 43,6 mm de chuva para quinta-feira (19). “Isso significa que a população de Castelo deve ficar atenta ao nível do rio, já que o risco de inundação é iminente”, alerta o coordenador da Defesa Civil, que disse ainda que na quarta-feira da semana passada registrou-se 102 milímetros de chuva, ou seja, um volume esperado para todo o mês de dezembro, e somente a noite passada foram 76,8 mm de precipitação pluviométrica.

“Pedimos paciência à população de Castelo, pois o que vem acontecendo foge do controle da municipalidade. Ontem pela manhã começamos uma operação tapa-buracos que teve que ser suspensa a tarde porque voltou a chover. Muitos trabalhos como este, e a melhoria das estradas do interior, não podem acontecer enquanto ainda chove. Motoristas então devem ter cautela porque assim que o tempo firmar vamos realizar os trabalhos que precisam ser feitos”, finalizou o prefeito Jair Ferraço.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.