Castelo decreta situação de emergência

Castelo

Diante dos problemas ocasionados pelas fortes chuvas em Castelo nos últimos dias, o prefeito Jair Ferraço, na manhã desta terça-feira (17), decretou situação de emergência no município. A medida será publicada no fim da tarde no Diário Oficial Eletrônico da Prefeitura, e pode ajudar o município na obtenção de recursos para consertar os estragos causados pela chuva, além de prever ações que autorizam, por exemplo, mobilização de todos os órgãos municipais.

De acordo com dados da Defesa Civil do município, o prejuízo estimado já chega a três milhões de reais. Uma ponte e dois muros caíram, duas casas foram interditadas e dezenas de estradas do interior estão intransitáveis, principalmente as de comunidades que ficam na região serrana. Até o momento Castelo tem 26 pessoas desalojadas e seis pessoas desabrigadas. Os desalojados estão em casas de parentes e as pessoas desabrigadas foram remanejadas para casas alugadas através do “aluguel social” da Prefeitura. O nível do rio Castelo está cerca de 2,70 metros acima do nível normal e a previsão é de mais chuva para os próximos dias.

“Hoje Castelo conta com vários equipamentos instalados como pluviômetros e estações hidrográficas, que têm nos ajudado a monitorar a situação. Também recebemos um alerta às 22h45 desta segunda-feira do Cemaden, órgão vinculado ao Governo Federal que monitora os desastres naturais no país, reportando riscos moderados de inundação, e deslizamento de encostas em Castelo. Estamos em alerta para que os possíveis problemas sejam minimizados, já que não temos como impedir as chuvas”, informou Lúcio Cesconetti, coordenador da Defesa Civil do município.

Por volta do meio dia, o site do Incaper informava uma previsão ainda preocupante para Castelo, de 13,4 milímetros de chuva hoje, de 73,3 mm de chuva para quarta-feira (18), e de 43,6 mm de chuva para quinta-feira (19). “Isso significa que a população de Castelo deve ficar atenta ao nível do rio, já que o risco de inundação é iminente”, alerta o coordenador da Defesa Civil, que disse ainda que na quarta-feira da semana passada registrou-se 102 milímetros de chuva, ou seja, um volume esperado para todo o mês de dezembro, e somente a noite passada foram 76,8 mm de precipitação pluviométrica.

“Pedimos paciência à população de Castelo, pois o que vem acontecendo foge do controle da municipalidade. Ontem pela manhã começamos uma operação tapa-buracos que teve que ser suspensa a tarde porque voltou a chover. Muitos trabalhos como este, e a melhoria das estradas do interior, não podem acontecer enquanto ainda chove. Motoristas então devem ter cautela porque assim que o tempo firmar vamos realizar os trabalhos que precisam ser feitos”, finalizou o prefeito Jair Ferraço.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.