Estado busca R$ 195 milhões na União para reconstrução pós-chuvas

Pos

O líder da bancada federal do Espírito Santo, deputado Paulo Foletto, anunciou na manhã desta sexta-feira (27) que apresentará uma proposta ao Governo Federal de repasse integral de R$ 195 milhões para reconstrução dos prejuízos causados pelas chuvas das últimas semanas no Estado. Ele irá a Brasília apresentar o projeto e acredita na adesão de toda a bancada à proposta.

Foletto ainda espera que o governo não demore para liberar a verba. “Nunca se sabe quando o dinheiro federal será disponibilizado. Mas pelo fato de estarmos indo lá apresentar e pela situação alarmante do Estado, esperamos que o Governo Federal tenha a sensibilidade de liberar o recurso mais rápido”, disse o deputado.
O governador Renato Casagrande declarou que o Estado conta com a liberação dos recursos federais, porém não esperará para começar a agir. “Vamos apresentar o plano de reconstrução, mas começaremos o trabalho com recursos nossos sem esperar o recurso federal. Já colocamos mais de 100 máquinas trabalhando na reconstrução dos municípios”, declarou o governador, que admite que a verba a ser disponibilizada pelo Estado para a reconstrução atrapalhe o planejamento do governo para 2014. “É possível que atrapalhe os planos, mas a prioridade é a reconstrução da infraestrutura”.
Estado recebe R$ 6,6 milhões para ações emergenciais

O Ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, autorizou o repasse de recursos no valor de R$ 6.648.042 ao Espírito Santo, para execução de ações de Socorro, Assistência às Vítimas e Restabelecimento de Serviços Essenciais. Segundo Casagrande o dinheiro comporá o Cartão de Pagamento de Defesa Civil (CPDF) que será usado pelos municípios em situações emergenciais. “Será usado para reduzir o desconforto das famílias desabrigadas e desalojadas. Quando houver necessidade de comprar água, comida e remédios, por exemplo”.

A medida foi tomada por causa da quantidade de estragos nos diversos municípios afetados pelas chuvas dos últimos dias. A decisão foi divulgada no Diário Oficial da União na quinta-feira (26). Conforme publicação, considerando a natureza e o volume de ações a serem implementadas, o prazo de execução das obras e serviços é de 365 dias.

Desembargador quer abolir formalidades para cuidar das vítimas

Na reunião emergencial do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Espírito Santo (Codes), realizada na manhã desta sexta-feira (27) no Palácio Anchieta, para tratar da reconstrução do Estado, a atitude do desembargador Alvaro Bourguignon, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES), mereceu destaque.

Bourguignon disse que trabalhará para abolir qualquer burocracia que atrase o cuidado à vida das pessoas que foram afetadas pelas chuvas. “Precisamos evitar quaisquer embaraços legais que possam atrapalhar a recuperação da população. Não podemos deixar que formalidades atrasem o cuidado à vida das pessoas. Se precisar ser tratado em um hospital particular, por exemplo, que seja sem burocracia”.

O governador conta com ajuda das instituições bancárias para que as pessoas que perderam suas casas e os proprietários rurais reconstruam suas vidas. “Estamos em contato com todos os bancos para dar boas condições e aliviar o bolso dessas pessoas que perderam tudo”.



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.