Famílias quilombolas de Cachoeiro vão ganhar moradias

Quilombolas

Quarenta e três famílias de trabalhadores rurais da comunidade quilombola de Monte Alegre, em Cachoeiro de Itapemirim, terão o sonho da casa própria realizado. Nesta quinta-feira (9), elas assinam o contrato para construção das moradias, por meio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), o “Minha Casa, Minha Vida Rural”. O prefeito Carlos Casteglione participa da solenidade, marcada para as 19h, na praça da localidade.

A conquista dos agricultores tem participação da prefeitura, que reuniu a documentação necessária e elaborou os projetos arquitetônicos, apresentados à Caixa Econômica Federal (CEF). O banco liberou R$ 1,225 milhão para a construção dos imóveis. A ação integra o programa municipal de habitação “Morar Cachoeiro”.

Cada casa vai custar R$ 28,5 mil, mas as famílias precisarão pagar à União apenas R$ 1 mil, divididos em quatro parcelas anuais de R$ 250. Com 60 metros quadrados, as unidades terão dois quartos, sala, cozinha, área de serviço, banheiro e varanda. Elas serão erguidas pelo sistema de mutirão assistido, coordenado pela Secretaria Municipal de Obras (Semo). A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semag) vai preparar os terrenos.

“A política habitacional está avançado em Cachoeiro. Mais de 2 mil unidades, contratadas via programa Minha Casa, Minha Vida, estão em construção na área urbana do município. E estamos presentes também no meio rural, ajudando o homem do campo a conseguir moradia digna e, com isso, mais qualidade de vida”, avalia o prefeito Carlos Casteglione.

Em agosto de 2013, foram entregues 16 casas a agricultores do município, construídas com recursos do PNHR. O cadastro dos beneficiários foi feito pelo Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e a prefeitura apoiou a iniciativa com a preparação dos terrenos e escavação de fossas sépticas. De acordo com a Semag, a documentação de mais 13 unidades está protocolada na CEF, para atender a demanda de produtores de várias localidades do município. Os recursos devem ser liberados ainda neste ano.

Agricultores podem se cadastrar para ter moradia
Qualquer trabalhador rural ou agricultor familiar de Cachoeiro pode ter acesso ao “Minha Casa, Minha Vida Rural”, desde que se enquadre nos critérios do programa. Alguns deles são: ter renda anual de até R$ 15 mil, Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e não ser proprietário de imóvel.

Os interessados precisam ir à Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Semag), que fica na avenida Monte Castelo, 60, bairro Independência (prédio do Sindicato Rural), ou entrar em contato pelo telefone 3521-1147.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.