Menino morre após comer cachorro-quente

Jefte_200_200

Um garoto de 8 anos de idade morreu na tarde de quinta-feira, em Atílio Vivácqua, dois dias depois de começar a passar mal após comer um cachorro-quente na praça central de Guaçuí, na Região do Caparaó. A família desconfia de intoxicação alimentar.

Jefte Melo da Silva passava o réveillon na casa da avó com demais parentes. Segundo o pai da vítima, o classificador de rochas ornamentais Gilcimar da Silva, 37, Jefte quis ir à praça para comemorar a passagem de ano.

“Ele brincava com as outras crianças, mas, logo depois de comer o cachorro-quente, começou a passar mal”, relatou.

Gilcimar conta que, no dia seguinte, o filho disse que estava se sentido melhor. A família retornou a Atílio Vivácqua, onde reside. E, na manhã de quinta-feira, o garoto amanhecera com sonolência.

“Nós saímos para trabalhar, mas deixamos Jefter sob o cuidado da minha filha. Na hora do almoço, liguei e ela disse que ele não queria comer, estava se sentindo mal novamente. Então, fui correndo para casa”.

Da residência, o pai levou o filho de carro ao hospital local. Porém, no meio do caminho, a criança vomitou e desmaiou. Para piorar, um trator fazia limpeza da rua e atrapalhou a passagem do veículo.

De acordo com o enfermeiro Leandro Verli Gava, a vítima chegou à unidade por volta das 15h30 sem os sinais vitais. A equipe médica fez todos os procedimentos necessários para reanimá-lo, sem êxito.

O médico preferiu não atestar o óbito, pois não soube dizer qual a causa da morte.

Por isso, corpo foi encaminhado ao IML de Vitória.

O pai prestou depoimento na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na capital.

Fonte: O Fato



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.