Polícia Civil prende 17 suspeitos durante Operação ‘Escalpo’ em Cachoeiro de Itapemirim

Cachoeiro_pces1_jpg

Policiais civis do Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Cachoeiro de Itapemirim realizaram nessa quinta-feira (09) uma operação para cumprir 12 mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão. Na ação foram detidas 17 pessoas e apreendidas drogas, armas, dinheiro, aparelhos eletrônicos, joias e veículos. Todos os detidos são suspeitos de integrarem quadrilhas de tráfico de drogas no município. Essa ação contou com o apoio de policiais da Delegacia de Crimes contra a Vida (DCCV) da Delegacia Patrimonial (Depatri), da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) e da Delegacia de Infrações Penais e Outros (Dipo) do município.

A operação denominada “Escalpo” foi realizada nos bairros Monte Belo, União, Recanto, Aquidaban e Alvares Tavares, em Cachoeiro de Itapemirim, e no bairro Serrano, em Mimoso do Sul. Nove pessoas foram presas por meio de mandados de prisão, quatro foram autuadas em flagrante e outras quatro assinaram um termo circunstanciado e vão responder pelos crimes em liberdade. Na operação também foram apreendidos aparelhos eletrônicos, drogas, armas, dinheiro, veículos, peças de motocicletas, joias, documentos de identificação, cartões de agências bancárias e cheques.

De acordo com informações do titular do DPJ de Cachoeiro de Itapemirim e responsável pela ação, delegado Paulo Rogério Souza da Silva, a operação Escalpo é o resultado de três meses de investigação das equipes do Núcleo das Seções de Repressão às Drogas (NUSERD) e da Dipo. “Os policiais tinham como alvo a organização criminosa que comandava o tráfico de entorpecentes nos bairros Monte Belo e Recanto, no município de Cachoeiro de Itapemirim”, explicou Paulo Rogério.

T.G.G., 25 anos, foi detido, em flagrante, em sua residência no município de Mimoso do Sul. Com ele foi apreendido R$ 2.300,00 em espécie, 12 cheques, um aparelho celular e um veículo. “Ele é suspeito de chefiar a quadrilha e de ser autor de roubos de carros e caminhões em Mimoso do Sul, além de ser o responsável por abastecer o tráfico de drogas em Cachoeiro de Itapemirim”, afirmou Paulo Rogério.

Segundo o titular do DPJ de Cachoeiro de Itapemirim, com Y.A.V.M., 25 anos, F.D.L., 27 anos, J.S.B., 24 anos e J.B.S.M., 21 anos, foram apreendidos diversas peças de motocicletas, dois capacetes, uma porção de substâncias semelhantes à cocaína ou crack, 11 buchas de maconha, um vidro de ácido bórico, 17 pedras de substância semelhante ao crack, cinco cordões e três pulseiras de prata, nove aparelhos celulares, duas máquinas digitais, documentos de identificação, dois cartões de agências bancárias, um cheque no valor de R$ 50,00, um computador, R$ 426,00 em espécie e uma mesa de som.

Já com os suspeitos G.V.P., 26 anos, B.M.P., 18 anos, W.M.S.R., 18 anos, e A.S.O., 24 anos, os policiais encontraram quatro tabletes de maconha, 20 porções maiores de substância semelhante à mesma droga, 20 porções menores de substâncias semelhantes ao crack, um revólver calibre 38 com cinco munições intactas, R$ 109,00 em espécie, um aparelho de choque elétrico, um debulhador de maconha, três aparelhos celulares, dois rádios, dois aparelhos de DVD, um Tablet, um amplificador de som, uma máquina fotográfica, R$ 133, 00 em moedas e um carro. G.V.P. também foi detido em flagrante.

Com E.P.D., 24 anos, e D.S.G., 26 anos, foram encontrados 33 papelotes de cocaína, seis aparelhos celulares e R$ 415, 00 em espécie. Com F.C.S., 33 anos, estava um aparelho celular e um veículo.

Além desses também foram presos A. L. A., 35 anos, L.D.M. e J. B. M. ambos com 32 anos, A. C. S., 24 anos e C.B. M. ,23 anos. Os homens foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim e as mulheres ao Centro Prisional Feminino de Cachoeiro de Itapemirim (CPFCI). Os suspeitos A.S.O., W.M.S.R., A.C.S. e A.L.A. assinaram um termo circunstanciado e, em seguida, foram liberados.

“Acredito que com as prisões das pessoas que estavam com mandados de prisão em aberto e os flagrantes, a rede criminosa vai enfraquecer. Mas existem ainda pessoas sendo investigadas e esperamos um desfecho favorável como resposta para nossa população”, informou o titular do DPJ de Cachoeiro de Itapemirim.

Mais imagems

Cachoeiro_pces2_jpg
Cachoeiro_pces3_jpg
Presos


Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.