Enterro de jovem que morreu após bater cabeça em mesa de boate é marcado por emoção e homenagens

Pedro

Com salva de palmas e depoimentos de amigos e familiares, o corpo do bacharel em Direito Pedro Gonçalves Jardim, 26 anos, que morreu após bater a cabeça em uma quina de mesa, na boate Lua Azul, foi sepultado no final da manhã deste domingo, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado.

Em um clima de muita emoção, os familiares prestaram as últimas homenagens a Pedro .O irmão da vítima, Manoel Jardim, muito abalado, comentou sobre o momento difícil. “A nossa família está sofrendo bastante, e todos estão muito abalados. É uma hora de muita dor”, disse emocionado.

Após o velório, o corpo do jovem seguiu em cortejo pelo cemitério até o local do enterro. Cerca de 100 pessoas, entre amigos e familiares, acompanharam as últimas homenagens em meio às lágrimas. A família de Pedro estava inconsolável e os amigos não acreditavam no que havia acontecido. “Foi muito triste receber a notícia da morte do Pedro, não dá para acreditar que ele morreu desta forma”, disse um amigo que não quis ser identificado.
O jovem de 26 anos morreu na madrugada de sábado, por volta das 3h, quando estava dançando na boate Lua Azul, em Guarapari. Ao tropeçar, ele caiu, bateu a nuca na quina de uma mesa e quebrou o pescoço. Ele foi socorrido por amigos, mas chegou sem vida ao Pronto Atendimento de Guarapari. Pedro residia em Vitória e trabalhava em uma empresa de mármore e granito.

Socorro

Segundo o delegado Jeferson da Silva, o que se sabe até o momento é que não havia ambulância nem médico no local.

“Sabemos até o momento que ele foi socorrido de forma incorreta, em um carro particular. Não havia ambulância na boate. Os responsáveis pela boate afirmam que havia apenas um enfermeiro, mas esse fato ainda vai ser apurado”, informou.
No entanto, a assessoria do Corpo de Bombeiros informou que só é exigida a presença de ambulâncias em eventos com mais de 10 mil pessoas, o que não seria o caso da boate.

A família de Pedro é de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado. O rapaz morava em Vitória e trabalhava em uma empresa de mármore e granito.

Fonte: G1

Mais imagems

Pais de pedro


Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.