Definidas as regras pelo fim do monopólio no transporte público.

Mono_200_200

O prefeito de Cachoeiro, Carlos Casteglione, apresentou ontem em seu gabinete, no Palácio Bernardino Monteiro, o termo de referência da licitação do transporte coletivo. O documento traça as diretrizes do certame licitatório que deve acontecer no segundo semestre deste ano. Nas ruas, no entanto, os usuários do serviço pouco acreditam no fim do monopólio no transporte público urbano.

A um mês do prazo previsto para a entrega do termo, o conteúdo foi apresentado a lideranças comunitárias, vereadores e autoridades. Tempo de operação da frota, qualificação do quadro pessoal e da empresa são aspectos que devem pesar na seleção.

Além do panorama técnico do sistema de transporte público urbano, que atualmente opera, o texto traz a possibilidade de haver melhorias no sistema, como, por exemplo, linhas com coletivos com ar condicionado e ônibus expressos (reduzindo pontos de parada).

Agora, o documento será avaliado e discutido com a população em reuniões, que começam na próxima terça-feira (11), e terminam no dia 27.

Somente após diálogo com a população, será aberto processo licitatório de concorrência pública – previsto para o segundo semestre. A concessão do transporte coletivo urbano, de acordo com o cronograma, somente acontecerá em 2015.

Sobre o pedido de reajuste na tarifa da Viação Flecha Branca, que explora o serviço público na cidade desde a década de 1970, o prefeito afirmou que a questão passa por estudo técnico. ‘A análise deverá ser concluída em no máximo 50 dias’, informou.

Nas ruas, difícil encontrar um usuário que não tenha algo a reclamar do atual serviço. A maior queixa ainda se refere aos horários. Céticos, muitos não acreditam no fim do monopólico.

A cabeleireira Poliana Sant’Ana é um deles. “Acho difícil a Flecha Branca sair. Mas, tomara que com isso a passagem fique mais barata. Hoje, muitos pagam R$ 2,25 para andar quase nada”, reclamou.

Aposentada, do bairro Otto Marins, Marisa Cabral está mais confiante. “Nada é impossível. Seria bem melhor com outras empresas. Outro dia fiquei quase uma hora no ponto de ônibus”, relatou.

O cronograma de reuniões nas comunidades pode ser conferido pelo site da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Cachoeiro de Itapemirim (Agersa). O endereço é (http://agersa.es.gov.br/vamosparticipar).

Fonte: O Fato



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.