Famílias de áreas rurais são beneficiadas com o Programa Nossa Casa

Casa_idurb_jpg

omeçar o ano em uma moradia própria, com mais segurança e bem estar é o desejo de muitas famílias, por isso em 2013 o Governo do Espírito Santo, por meio do Instituto de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Idurb), tornou realidade o sonho de 124 famílias capixabas que vivem em áreas rurais. O investimento para construção das unidades foi de R$ 887 mil.

Foram beneficiados os municípios de Vila Pavão, Cachoeiro de Itapemirim, Itaguaçu, São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, Água Branca e Nova Venécia.

O investimento do Programa Nacional de Habitação Rural tem como objetivo promover a redução do déficit habitacional nos municípios capixabas e atende agricultores familiares enquadrados no Programa Nacional de Reforma Agrária – PNRA, representados e organizados por grupos de forma associativa, por entidades sem fins lucrativos, ligados ao meio rural (Cooperativas, Associações, Sindicatos) ou pelo Poder Público.

Para a diretora presidente do Idurb, Raquel Lessa, um dos compromissos do Governo do Estado é oferecer moradias mais dignas para as famílias capixabas. “Nossa meta é garantir que famílias de áreas urbanas e rurais tenham condições de permanecer em suas regiões de origem com oportunidades e desenvolvimento”, frisou Raquel.

Em 2013, o município de Água Doce do Norte também foi beneficiado com a construção de 54 casas localizadas em área urbana, com um investimento de R$ 1.842.089,45.

Até o segundo semestre de 2014 o Estado vai entregar 2.552 unidades habitacionais. As unidades irão beneficiar 1.588 famílias de áreas urbanas e 964 em áreas rurais, com investimento superior a R$ 60 milhões, sendo R$ 23,8 milhões de recursos de Tesouro Estadual e a diferença do Governo Federal.

Serão contemplados os municípios de Afonso Claudio, Conceição do Castelo, Laranja da Terra, Marechal Floriano, Itapemirim, Marataízes, Piúma, Castelo, Jeronimo Monteiro, Mimoso do Sul, Vargem Alta, Apiacá, Alegre, Guaçuí, Iúna, Muniz Freire, São José do Calçado, Bom Jesus do Norte, Sooretama, Alto Rio Novo, Baixo Guandu, São Roque do Canaã, Vila Valério, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, Boa Esperança, Conceição da Barra, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Ecoporanga, Nova Venécia, Águia Branca, Vila Pavão, Itaguaçu e Itarana.

Desde 2011, o programa já beneficiou 2.032 famílias em vários municípios capixabas, com investimento de R$ 64.3 milhões, R$ 23,8 milhões de recursos exclusivos do Governo Estadual e a diferença do Governo Federal. O programa contribui para transformar histórias como a da dona de casa Rosangela Aparecida da Silva, que havia perdido a casa em um desabamento. “Não há palavras para descrever a alegria em poder reconstruir a vida com uma nova moradia e poder oferecer um futuro melhor para meus filhos”, comemora Rosangela.

A ação faz parte do Programa Nossa Casa, que tem como objetivo reduzir o déficit habitacional no Estado, contribuir para a redução da pobreza e proporcionar mais segurança, conforto e dignidade à população de baixa renda, por meio de mecanismos de incentivo à construção de novas habitações ou reposições de unidades habitacionais isoladas.

Nossa Casa

O Nossa Casa possui três modalidades para disponibilização de recursos: em parceria com a Caixa Econômica Federal; com recursos provenientes do Pró-Moradia, do Governo Federal; ou ainda com os recursos exclusivos do Governo Estadual. Em alguns casos, ainda há parceria com as prefeituras.

O programa tem como foco famílias com renda de ate três salários mínimos, incluídas no Cadastro Único, com atendimento prioritário para famílias do Programa Incluir e que residam em áreas de riscos e nos aglomerados do Programa Estado Presente.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.