Bairros e distritos de Cachoeiro ganham pluviômetros

Pluvi

Como parte da política de prevenção a desastres naturais em Cachoeiro de Itapemirim, as áreas mais atingidas pelas chuvas no município estão recebendo pluviômetros, que vão ajudar a Defesa Civil Municipal a prever as consequências da precipitação nessas regiões.

Nesta semana, foi concluída, no bairro IBC, mais uma instalação do processo, que começou em dezembro, por meio de parceria entre a prefeitura e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

Fazem parte também das ações nos últimos anos o investimento em obras para aumento e melhoria da rede de drenagem, o mapeamento de áreas de risco e a organização e capacitação da Defesa Civil e da comunidade para prevenção e atendimento em caso de desastres.

No total, serão 11 pluviômetros. Já foram instalados os dos bairros São Geraldo, Guandu, Ilha da Luz, Coramara, Aeroporto e Jardim Itapemirim e do distrito de Itaóca. Ainda serão instalados nos distritos de Burarama, São Vicente, Pacotuba e Gruta, no próximo semestre.

O projeto contempla cidades com Defesa Civil regulamentadas e atuantes, com sistema de mapeamento de áreas de risco. Segundo o gerente de vistorias da Defesa Civil de Cachoeiro, Cleidson Marcelino, o critério para definir a localização é a suscetibilidade a alagamentos e deslizamentos.

“Com os dados do aparelho, vamos poder relacionar cada quantitativo de chuva com as suas consequências naquela determinada região. Assim, quando soubermos o índice pluviométrico previsto, poderemos definir a prevenção e o atendimento”, explicou.

No bairro São Geraldo, por exemplo, o aparelho está em uma microbacia hidrográfica cercada por morros, de onde a água da chuva desce até o córrego que deságua no rio Itapemirim. A partir dos dados do pluviômetro, será possível construir um histórico do comportamento dessas águas em cada situação de chuva, para saber qual volume é suficiente para o alerta.

Está prevista para o próximo semestre, na região do bairro Guandu, a instalação de uma régua eletrônica em uma das pontes sobre o rio Itapemirim. Ela capta dados sobre a vazão e envia diretamente aos computadores do Cemaden, por meio de sinal GSM, para identificar mais cedo possíveis situações de risco ligadas ao rio.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.