Campanha vai recolher armas de fogo em Castelo

Desarmamento

Até quinta-feira (20), Castelo vai receber a “Campanha Pelo Desarmamento”, promovida pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social- Sesp, em parceria com a Superintendência de Polícia Federal e a Prefeitura de Castelo, que tem como objetivo reduzir a criminalidade e os índices de homicídios.

Um estande está montado na Praça Três Irmãos, em frente ao Teatro Municipal, onde vai funcionar durante os três dias, das nove às 17 horas, um posto de atendimento para recolhimento de armas, emissão de guia de trânsito de armas, e também emissão de ordem bancária para recebimento de indenização a que fazem jus os voluntários na entrega de armas. Dois servidores da Sesp e outros dois policiais federais farão os atendimentos a população de todo o município. Qualquer arma de fogo e em qualquer estado de conservação poderá ser entregue, sem dano algum para o cidadão.

“Nós garantimos o anonimato de quem fizer a entrega da arma. Não é preciso nem se identificar. Jogamos os dados da arma no sistema, para que apenas imediatamente nos informe o valor da indenização, que varia entre 150 e 450 reais, de acordo com o tipo de arma. A pessoa vai receber um protocolo com uma senha e o dinheiro poderá ser sacado 24 horas depois em uma agência do Banco do Brasil. E no ato da entrega o armamento é inutilizado, na frente da pessoa, garantindo que ele não será reaproveitando nunca”, informou Átila Vieira Mendes, da Gerência de Integração Comunitária da Sesp.

Castelo é o primeiro município a receber a ação itinerante da “Campanha Pelo Desarmamento” neste ano de 2014, dentro de um calendário de ações itinerantes de recolhimento de armas, que vai passar de fevereiro até dezembro, por outros 17 municípios do Espírito Santo, permanecendo três dias em cada cidade.

De acordo com informações da Sesp, em 2013 foram realizadas seis edições da “Campanha Pelo Desarmamento”, que resultou num acréscimo de 100% no número de armas entregues voluntariamente pela população no período. Também no ano passado, as ações desenvolvidas pelas Polícias Civil e Militar possibilitaram a apreensão de 4.254 armas de fogo no Espírito Santo. O índice é 12% maior que em 2012, quando 3.789 armas foram apreendidas durante abordagens de rotina, operações policiais, investigações e denúncias atendidas pela Central Disque-Denúncia 181. Todas estas armas são destruídas anualmente.

Saiba como entregar uma arma:

Qualquer pessoa pode fazer a entrega voluntária de armas sem que haja punição. A entrega é indenizada com o valor que pode variar de R$ 150,00 a R$ 450,00, conforme a arma de fogo, que é liberado para saque 24 horas após a entrega, ficando disponível por um período de 30 dias. O cidadão recebe um protocolo para realizar o saque em uma agência do Banco do Brasil. Além disso, quem deseja entregar o armamento não é identificado.

Para realizar o transporte legal da arma é preciso retirar uma guia de trânsito para o transporte da arma no site da Polícia Federal. Ela também deve estar descarregada e embalada.

Com o relançamento da Campanha do Desarmamento, 53 postos de coleta de armas estão à disposição da população em todo o Estado em unidades das polícias Militar, Civil, da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal (http://www.entreguesuaarma.gov.br/desarmamento).



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.