Obra para conter avanço do mar começa em março

Erosao_200_200

A erosão que avança sobre a estrada que liga o bairro Xodó à Lagoa Funda, em Marataízes, atingiu a estrutura de cinco quiosques, que correm risco de desabar. O acesso à praia a menos de 10 metros deles não é recomendado pela Defesa Civil.

Segundo o secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos do balneário, Marciones Nunes de Souza, a erosão atinge 130 metros e pode aumentar.

Ele informa que será construída, de forma emergencial, estrutura de pedras, que começa com altura de 7 metros e acaba com três metros de altura, paralela ao mar, para conter o seu avanço.

O prefeito Robertino Batista da Silva, o Tininho (PT), pediu agilidade no processo de contratação da obra. A licitação do serviço, avaliado em pouco mais de R$ 300 mil, informa a Prefeitura de Marataízes, será realizada em 7 de março e a expectativa é de que os trabalhos comecem no dia 15 do mesmo mês.

O avanço do mar é poderoso e impressiona até a quem está acostumado com os verões no balneário, como o guarda-vidas Carlos Renato, que trabalha há três temporadas no local. A preocupação maior é com o que ainda está por vir.

“Com as águas de março, o mar fica revolto e maior (o nível da maré sobe). Essa estrada pode desaparecer e levar não só os quiosques como também as residências construídas na avenida”, alerta.

O problema é parecido com o que ocorreu na Praia Central, que só voltou a ter extensa faixa de areia após sofisticada obra de aterramento, para conter a maré, que invadia a avenida.

O professor de Geografia Assuero Moreira acredita que a obra que salvou a principal praia do balneário condenou a outra. “Meu professor de geoprocessamento já havia alertado que poderia acontecer o mesmo processo de erosão em praias próximas, se não estabelecidos padrões técnicos durante o engordamento da Praia Central”.

Marciones, no entanto, explica que não há nenhuma confirmação científica de que a obra tenha prejudicado a região da Lagoa Funda. Para ele, o desmatamento da restinga, vegetação comum na praia, que potencializou a destruição.

Fonte: O Fato



Publicidade


Outras Notícias


Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

São Floriano, padroeiro dos bombeiros

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.