Servidores públicos em greve a partir de segunda (31)

Greve

Justificando a negativa do Governo do Estado em atender às reivindicações da categoria, os servidores públicos estaduais deliberaram pelo início de greve geral, a partir da próxima segunda-feira (31). A decisão foi tomada após reunião, realizada na manhã desta quinta-feira (27), no auditório do Alice Vitória Hotel, no Centro da Vitória, e que contou com a participação de cerca de 700 servidores.

A paralisação vai afetar 25 autarquias e área administrativa das secretarias do Governo do Estado. Entre os órgãos que vão ter as atividades paradas estão a Arsi, Ceasa, Ceturb, Crefes, DER, Detran, Dio, Fames, HPM, Iases, Idaf, Idurb, Iema, Ijsn, Incaper, Iopes, Ipajm, Ipem, Jucees, Prodest e RTV/ES.

As reivindicações da categoria são extensão do auxílio-alimentação para os servidores que recebem por subsídio, reajuste do auxílio-alimentação, políticas públicas de gestão de pessoas que contemple as demandas dos servidores, reposição das perdas salariais, fixação da data base em mês específico e regulamentação do adicional de insalubridade e do auxílio-creche.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos), Gerson Correia de Jesus, o valor do auxílio-alimentação está congelado em R$ 176, desde 1997. Com as correções e ajustes, o valor cobrado pelos servidores é de R$ 705,60.

Além do reajuste, a categoria pleiteia que o benefício seja estendido também aos servidores que recebem por subsídio. Atualmente, apenas os funcionários públicos que recebem por vencimento têm direito ao auxílio.

Outra queixa da categoria é a ausência da definição de uma data-base para que seja feita a reposição salarial dos servidores e que seja feita com base na inflação. “O acumulado de perdas salariais no Governo Casagrande já é de 11%, por falta de data-base. Sempre dá abaixo da inflação”, afirmou o presidente do Sindipúblicos.

Ele ressalta que nos últimos 12 anos – oito de Governo Hartung e quatro de Casagrande – a somatória é com as perdas salariais chega a 65%, de acordo com os cálculos feitos pelos contadores do Sindipúblicos.

A reunião dos servidores que deliberou pelo início da greve geral durou 2h30. “Fizemos caminhada até a Fonte Grande para comunicar a deflagração da greve. Vamos informar as autoridades e na segunda-feira (31) começar a greve geral”, declarou Gerson.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.