Servidores públicos em greve a partir de segunda (31)

Greve

Justificando a negativa do Governo do Estado em atender às reivindicações da categoria, os servidores públicos estaduais deliberaram pelo início de greve geral, a partir da próxima segunda-feira (31). A decisão foi tomada após reunião, realizada na manhã desta quinta-feira (27), no auditório do Alice Vitória Hotel, no Centro da Vitória, e que contou com a participação de cerca de 700 servidores.

A paralisação vai afetar 25 autarquias e área administrativa das secretarias do Governo do Estado. Entre os órgãos que vão ter as atividades paradas estão a Arsi, Ceasa, Ceturb, Crefes, DER, Detran, Dio, Fames, HPM, Iases, Idaf, Idurb, Iema, Ijsn, Incaper, Iopes, Ipajm, Ipem, Jucees, Prodest e RTV/ES.

As reivindicações da categoria são extensão do auxílio-alimentação para os servidores que recebem por subsídio, reajuste do auxílio-alimentação, políticas públicas de gestão de pessoas que contemple as demandas dos servidores, reposição das perdas salariais, fixação da data base em mês específico e regulamentação do adicional de insalubridade e do auxílio-creche.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos), Gerson Correia de Jesus, o valor do auxílio-alimentação está congelado em R$ 176, desde 1997. Com as correções e ajustes, o valor cobrado pelos servidores é de R$ 705,60.

Além do reajuste, a categoria pleiteia que o benefício seja estendido também aos servidores que recebem por subsídio. Atualmente, apenas os funcionários públicos que recebem por vencimento têm direito ao auxílio.

Outra queixa da categoria é a ausência da definição de uma data-base para que seja feita a reposição salarial dos servidores e que seja feita com base na inflação. “O acumulado de perdas salariais no Governo Casagrande já é de 11%, por falta de data-base. Sempre dá abaixo da inflação”, afirmou o presidente do Sindipúblicos.

Ele ressalta que nos últimos 12 anos – oito de Governo Hartung e quatro de Casagrande – a somatória é com as perdas salariais chega a 65%, de acordo com os cálculos feitos pelos contadores do Sindipúblicos.

A reunião dos servidores que deliberou pelo início da greve geral durou 2h30. “Fizemos caminhada até a Fonte Grande para comunicar a deflagração da greve. Vamos informar as autoridades e na segunda-feira (31) começar a greve geral”, declarou Gerson.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.