Beato José de Anchieta vai virar santo na próxima quarta-feira (02)

Beato

O padre José de Anchieta – que já é padroeiro de diversas paróquias e comunidades pelo país, além de ser homenageado, emprestando seu nome a cidades, rodovias e à sede do Governo Estadual – vai virar santo. Na próxima quarta-feira (02), o Papa Francisco vai canonizar o beato espanhol, que viveu grande parte da vida no Brasil, e outros dois canadenses, por meio de um decreto papal.

“A importância da canonização é que legitima o culto e a devoção em Anchieta. Aumenta a confiança das pessoas em pedir graças e recorrer a ele como intercessor perante Deus”, disse padre Acrizio Sales, da paróquia Nossa Senhora da Assunção, em Anchieta.

Geralmente, para se chegar a canonização é preciso passar por um longo processo de comprovação de milagres e aprovações da igreja católica. O procedimento para que Anchieta se tornasse santo também foi longo. No entanto, padre Acrizio conta que o papa Francisco dispensou a comprovação de milagres, tendo em vista o trabalho feito pelo beato, a devoção das pessoas e o testemunho. “Isso também ocorreu para dois outros beatos canadenses que serão canonizados junto com José de Anchieta”, explicou.

De acordo com padre Acrizio, 35 paróquias, no Brasil, têm o beato José de Anchieta como o padroeiro – umas delas fica na Serra – além de pequenas comunidades que fazem parte dessas paróquias.

Igreja celebra missas pela canonização de José de Anchieta
Depois de decretar a santificação de José de Anchieta, o papa Francisco celebrará uma missa em ação de graças pela canonização de José de Anchieta, na Igreja de Santo Inácio de Loyola, em Roma, capital da Itália, no dia 24 de abril.

No Espírito Santo, a igreja católica também prepara celebrações também são preparadas missas de ações de graça para celebrar o novo santo. No dia da canonização do religioso, às 18h, Dom Luiz Missa Mancilha Vilela, o arcebispo de Vitória, preside uma celebração na Catedral Metropolitana. Já às 20h, será realizado o musical “Anchieta para todas as tribos”, com a comunidade Shalom.

Para o dia 06 de abril, às 9h30, está prevista a realização de uma missa na paróquia Beato José de Anchieta, na Serra. Mais tarde, às 16h, será feita uma celebração no pátio do Santuário de Anchieta.

Padre José de Anchieta
Embora a popularidade e o nome façam pensar, o beato José de Anchieta não é brasileiro. Ele nasceu no dia 19 de março de 1534, em Tenerife, nas Ilhas Canárias, localizadas na Espanha.

Aos 14 anos, foi para o Colégio Jesuíta em Coimbra, Portugal. Lá ele sentiu o apelo para ser missionário e entrou para a Companhia Jesuíta, aos 17 anos. Após dois anos, foi enviado para o Brasil, onde desembarcou em Salvador, no dia 13 de junho de 1553.

Ficou no país por 43 anos evangelizando, especialmente, os índios. Os últimos anos de vida, o padre passou na cidade chamada Reritiba, atualmente, que logo depois foi batizada de Anchieta. Ele foi enterrado no Colégio São Tiago, onde hoje funciona o Palácio Anchieta, sede do Governo Estadual.

“José de Anchieta é importante para a cidade de Anchieta, Espírito Santo e Brasil. Nos anos que ele viveu no Brasil, como Provincial da Companhia de Jesus no Brasil, percorreu vastos territórios para acompanhar o trabalho dos jesuítas”, disse padre Acrizio.

O religioso participou da fundação do Colégio São Paulo de Piratininga (25 de janeiro de 1554), que deu origem ao Estado de São Paulo. Também esteve no Rio de Janeiro, voltou a Salvador onde virou sacerdote.

No Espírito Santo, ele acompanhou os trabalhos dos jesuítas em seis aldeias: Reritiba, Nossa Senhora da Conceição, na Serra; São João, em Carapina; Igreja dos Reis Magos, em Nova Almeida; Colégio São Tiago, em Vitória e Nossa Senhora da Conceição, em Guarapari, onde ainda existe a igrejinha. José de Anchieta foi beatificado pelo papa João Paulo II, em 1980.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.