Vacinação contra HPV continua nas unidades de saúde

Hpv

A implantação da vacina contra HPV no calendário básico de imunização para adolescentes foi considerada um sucesso no Espírito Santo. Em pouco mais de um mês, o Estado ultrapassou a meta anual estabelecida pelo Ministério da Saúde, atingindo 74,7 mil meninas entre 11 e 13 anos de idade, representando 86,2% do total de 91,8 mil estimadas. A vacinação continua a ser ofertada nas unidades de saúde municipais.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Danielle Grillo, avalia que foi muito boa a resposta da população à estratégia de mobilização nas escolas públicas e particulares para chamar a atenção sobre a importância de se proteger contra o câncer de colo de útero causado pelo vírus. “Houve grande adesão dos pais e adolescentes. Com isso, o Espírito Santo ocupa, no momento, o terceiro lugar no ranking entre os estados com melhor índice de cobertura, atrás apenas de São Paulo e Rio Grande do Sul”, comemora.

A orientação agora é que as meninas de 11 a 13 anos que, por algum motivo, perderam a dose, procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência, assim como as adolescentes que forem completando 11 anos até dezembro.

No ano que vem, o público-alvo visado pela imunização contra o HPV passa a ser meninas de 09 a 11 anos de idade. E, de 2016 em diante, somente as pré-adolescentes com 09 anos.

Danielle ressalta que a boa adesão dará resultados a curto prazo na redução de incidência de verrugas genitais e, a longo prazo, no número de casos de câncer de colo de útero. Por isso, destaca a importância das adolescentes guardarem o cartão de vacinação e completarem o esquema vacinal: tomar a segunda dose seis meses após a primeira e concluir, com a terceira e última, cinco anos depois da dose inicial.

A coordenadora reforça também que a vacina é uma importante ferramenta de proteção contra o câncer de colo de útero, mas não substitui o rastreamento do câncer feito por meio do exame preventivo. Da mesma forma, a imunização não confere proteção contra outras doenças sexualmente transmissíveis e, por isso, é importante usar o preservativo.

HPV

Existem mais de 150 tipos de HPV (papilomavírus humano). A vacina oferecida gratuitamente pelo SUS protegerá contra quatro tipos – dois deles são responsáveis por verrugas genitais e os outros dois relacionados ao aparecimento de aproximadamente 70% dos casos de câncer de colo de útero gerados pelo vírus.

A vacina previne o surgimento de diversos tipos de lesões e cânceres causados pelo vírus, principalmente o de colo de útero. O HPV pode acometer tanto mulheres quanto homens, contribuindo para o surgimento de câncer de vagina, ânus, vulva, pênis, além de causar verrugas genitais.

A imunização das adolescentes antes do início da vida sexual tem melhor resposta na proteção e ajuda a quebrar a cadeia de transmissão, já que aproximadamente 95% dos casos da doença são transmitidos por esse meio. Portanto, a ação terá impacto na redução de lesões em ambos os sexos.

Cobertura

A meta do Ministério da Saúde era imunizar 80% das 91,8 mil adolescentes capixabas na faixa etária, o que representa 73,4 mil meninas. Até esta quinta-feira (17), o índice alcançado foi de 86,2% (74.728 adolescentes contempladas).

A imunização é contraindicada para quem tem alergia grave a algum componente do produto, à dose anterior e à levedura. Quem está grávida não pode ser vacinada. A coordenadora afirma que essa vacina é comercializada em 51 países desde 2006, com mais de 170 milhões de doses aplicadas. No Brasil, é a mesma encontrada na rede particular.



Publicidade


Outras Notícias


PREFEITURA DE CACHOEIRO E SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE AMPLIA EXAMES

Caminhoneiro sofre sequestro-relâmpago e tem caminhão roubado em Cachoeiro

Motorista morre afogado em Itapemirim

Jovem de 15 anos morre após perder o controle de motocicleta na curva de Boa Vista, em Marataízes.

Público não comparece ao Carnaval de Cachoeiro

São Martiniano - O jovem eremita

Caminhão e carro batem de frente e duas pessoas morrem na BR 101 em Atílio Vivácqua

Campanha coleta mais de 40 toneladas de lixo eletrônico em Cachoeiro

Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.