Servidores públicos estaduais preparam nova agenda de protestos

Sindipublicos

Os servidores públicos do Estado realizaram nesta quinta-feira (15) uma assembleia geral para discutir as ações que devem ser tomadas diante da impossibilidade de negociar com o poder público. Os servidores presentes no encontro decidiram por intensificar as ações de protesto e o Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos-ES) vai definir datas para paralisações gerais, atos públicos e articulações políticas.

Os servidores se queixam de não conseguirem negociar com o secretário de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Pablo Rodnitzki. O sindicato também vai a Brasília recorrer da decisão do Tribunal de Justiça do Estado (TJES), que não julgou até o momento a situação da greve da categoria, em abril deste ano, que foi decretada ilegal pela Justiça, em decisão monocrática, mas não teve mérito julgado.

O Sindipúblicos também solicitou ao TJES que intermediasse uma mesa de negociação com o governo, mas este pedido também não foi atendido.

Depois da assembleia, os servidores saíram em caminhada em direção ao Palácio Anchieta e participaram do ato unificado com os professores e técnicos em enfermagem.

Greve

A greve dos servidores públicos teve início em 31 de março deste ano, mas foi declarada ilegal em 2 de abril. No dia 3 de abril os servidores realizaram uma assembleia em frente ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) e decidiram acatar a liminar e suspender o movimento.

Entre as reivindicações estão a concessão do auxílio-alimentação para os servidores que recebem por subsídio e o reajuste desse auxílio pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), no valor de R$ 705,00; reposição de perdas salariais; fixação da data base em mês específico; e regulamentação do adicional de insalubridade e do auxílio-creche.
PUBLICIDADE



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.