Mais de 3 mil voluntários fazem a Festa de Corpus Christi em Castelo

Corpus 2

A 51ª Festa de Corpus Christi de Castelo vai contar com mais de 3 mil voluntários na confecção dos 1,5 km de tapetes. Um trabalho que começa muitos meses antes e que resulta na maior e mais antiga festa de Corpus Christi do Espírito Santo e uma das dez maiores manifestações religiosas do país, que este ano deve ser visitada por cerca de 80 mil pessoas. E tem gente de todas as idades que ajuda a fazer tudo isso, desde crianças até pessoas mais idosas.

A comemoração religiosa acontece entre os dias 18 e 19 de junho. Na próxima quinta-feira (19) terá missa, procissão e apresentação cultural.

Uma delas é Alexandrina Nogueira, a “Dona Lola”, de 91 anos, completos no último domingo (15). Ela não usa óculos, mora sozinha e faz tudo dentro de casa. Aposentada, Dona Lola trabalhou como lavadeira durante 23 anos da Irmã Vicenzia, idealizadora dos tapetes de Corpus Christi em Castelo. Ela é uma das que colaborou na confecção do primeiro tapete, em 1963, em frente à capela da Santa Casa de Misericórdia de Castelo, e ainda se recorda bem daquele tempo.

“Eu ajudei a Irmã Vicenza a picar muitas folhas para fazer o primeiro tapete. Ele era pequeno, mas ficou muito bonito e na época muita gente foi ver. A cada ano a festa melhora mais, fica mais bonita, com mais gente e mais emocionante. Eu gosto muito de ajudar. Esse ano nem sei quantas tampinhas de garrafa eu colei. Eu quero ajudar no trabalho da festa até quando eu puder, até quando Deus me permitir”, contou sorridente.

Com toda essa vitalidade, ela ajudou a colar 215 mil tampinhas de garrafas. O grupo de 15 pessoas será responsável este ano pela passadeira com os temas “Estive doente e foste me visitar” e “Eucaristia e arte”, que vão ornamentar 76 metros da Avenida Ministro Araripe. Eles também vão usar para compor essa parte do tapete pedra colorida, palha de café e borracha de pneu triturada.

“Nossa ideia é homenagear o Senhor Jesus que nos deu o que temos e o que somos. É uma glória poder participar e ver o resultado depois e a admiração das pessoas que visitam a nossa arte”, comentou a professora aposentada, Romilda Campanha, que participa há 50 anos da festa de Corpus Christi e há alguns anos cede a garagem da casa dela para os trabalhos antecipados do grupo. Às vésperas da maior festa religiosa da cidade, o local está tomado por grandes quadros de papel colados com tampinhas e já coloridos com seis cores diferentes.

A ornamentação da frente da Igreja Matriz Nossa Senhora da Penha este ano terá a valorização da cultura local. Ao invés de flores, serão utilizados galhos de café com frutos maduros e de trigo. “Fizemos uma campanha com os produtores de café do município, que vão trazer os galhos com o café maduro e também folhas verdes. Não sabemos a quantidade ainda, mas garanto que será muito. Queremos representar a Eucaristia, que o café também é para nós o alimento para o corpo, com o trabalho suado do homem nas lavouras”, revelou Lúcia Traváglia, que há 20 anos coordena os trabalhos de ornamentação do altar da missa campal.

De acordo com o frei Mário Aparecido, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Penha, esta é a maior demonstração de unidade durante a festa litúrgica do calendário da Igreja Católica. “É como diz uma antiga expressão usada por teólogos: assim como os grãos do trigo são muitos e quando moídos formam um só pão, a festa de Corpus Christi com esse voluntariado todo é assim. Os irmãos unidos por um só objetivo”, disse.

E são diversos grupos unidos para deixar tudo bonito e ainda transmitir a mensagem religiosa. O grupo da Infância e Adolescência Missionária este ano resolveu antecipar o trabalho e também envolver mais crianças no trabalho antecipado, solicitando aos alunos da catequese e das escolas da cidade que preparassem pães e peixes que vão ornamentar cestas da passadeira número 12, na Rua Antônio Machado, com o tema “A multiplicação de pães e peixes”. O resultado disso foi a arrecadação de cerca de 1 mil trabalhos.

“Nosso objetivo foi despertar nos pequenos o interesse e o gosto pelo trabalho da festa de Corpus Christi. Porque no dia todos querem ajudar a fazer, mas esse preparo antecipado, que envolve tanta gente, também precisa ser preservado para dar continuidade, longevidade à nossa festa. E o resultado surpreendeu a gente. Agora vamos disponibilizar mensagens debaixo de cada peixe e de cada pão, para que os visitantes possam ao longo do dia pegar e levar pra casa, e nós vamos repondo, pois teremos quantidade suficiente para abastecer as 12 cestas durante todo o dia”, contou Eliane Colodete, coordenadora da passadeira.

A cidade já está com ares de festa. O castelinho, um dos pontos turísticos da cidade e que abriga a Biblioteca Pública Municipal, já está ornamentado, e o palco onde acontece a missa campal em frente à igreja já está montado. Na Praça Três Irmãos, várias tendas já foram montadas. Localizadas ao lado de onde ficará a Praça de Alimentação com barracas das entidades de Castelo, elas vão abrigar mesas e cadeiras para dar mais conforto aos visitantes.



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.