Centro de Atendimento ao Surdo de Cachoeiro desenvolve projeto de jiu-jitsu

Giu

Com o objetivo de incluir a comunidade surda, o Centro de Atendimento ao Surdo (CAS) de Cachoeiro de Itapemirim está desenvolvendo o projeto “A Arte Suave de Cachoeiro”, que ensina os princípios básicos da arte marcial jiu-jitsu. Atualmente, a iniciativa beneficia 15 estudantes que possuem deficiência auditiva, sendo também aberto para a comunidade local.

O projeto tem por finalidade incluir socialmente surdos e ouvintes no ambiente educacional, por meio do esporte, atuando como uma ferramenta de interação e inclusão social.

“A ação tem movimentado significativamente a comunidade surda de nossa escola, elevando a autoestima de nossos alunos, proporcionando a interação com os ouvintes. Além da socialização, o projeto também estimula os estudantes a participarem de outras ações desenvolvidas no CAS”, destacou o diretor Wanderson da Silva Santos.

As aulas, voltadas para crianças, adolescentes, jovens e adultos, contam com um interprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), assim possibilitando aos estudantes aprenderem sobre o histórico do jiu-jitsu, golpes básicos, regras, dentre outras técnicas da modalidade esportiva.

“A capacidade de atenção dos surdos e seu sentido de visão aguçado ocasionado pela falta do sentido da audição, facilita a compreensão e o aprendizado”, pontuou o diretor.

Segundo o mestre de jiu-jitsu, Edson Lázaro, o projeto formará campeões dentro e fora do tatame, pois valores como disciplina, humildade, respeito e educação serão agregados aos participantes.

“Jiu-jitsu é um esporte que visa totalmente à técnica e à eficiência sobre seu adversário, estimulando o raciocínio rápido e a inteligência na hora de momentos difíceis no combate, um verdadeiro xadrez humano”, explicou o mestre.

Os interessados em participar do projeto “A Arte Suave de Cachoeiro” devem procurar o CAS das 9 às 17 horas, horário de funcionamento semanal da instituição, e apresentar documentos pessoais e comprovante de residência. Menores de idade só poderão efetuar a participação mediante a autorização de pais ou responsáveis.



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.