Mantida condenação de ex-vereadora de Cachoeiro

2406_1

A Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça Estadual (TJES), em sessão ordinária realizada nesta segunda-feira, 25, manteve, à unanimidade de votos, a condenação da ex-vereadora de Cachoeiro de Itapemirim Arlete Brito em ação de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Estadual (MPES). A decisão foi proferida no julgamento da Apelação Cível nº 0005782-10.2010.8.08.0011.

A ex-vereadora foi condenada pela prática de “rachid” à suspensão dos direitos políticos pelo período de cinco anos, à proibição de contratar com o Poder Público pelo prazo de três anos e, ainda, ao pagamento de multa civil equivalente a dez vezes o valor do subsídio de vereador à época dos fatos.

Segundo os autos, enquanto vereadora, Arlete Brito teria intermediado a contratação de uma servidora para exercer cargo em comissão na Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim e, como forma de permanência no cargo, seria lhe exigido parte da remuneração percebida – ticket de alimentação -, objetivando recompensar as pessoas que trabalharam em sua campanha eleitoral.

Para o relator do processo, desembargador substituto Jaime Ferreira Abreu, o envolvimento doloso na prática do ato ímprobo é constatado de maneira flagrante. “A situação que se estampa nitidamente, portanto, é da prática irregular conhecida como ‘rachid’, pela qual, no caso concreto, a vereadora indicou à nomeação pessoa que entendia de sua confiança, exigindo-lhe parte do seu vencimento (ticket alimentação no valor aproximado de R$ 480,00) para custear favores oriundos de promessas de campanha eleitoral”, destaca em seu voto, mantendo a condenação.

Fonte: Tribunal de Justiça



Publicidade


Outras Notícias


Novas suspeitas de obras superfaturadas em Presidente Kennedy

Santos Rodrigo e Salomão - Sacerdotes mártires

Veículo com marcas de tiros é encontrado abandonado em bairro de Cachoeiro

Soldados do Exército chegam à Cachoeiro e já atuam em pontos estratégicos

Sesa atualiza dados de febre amarela

ProUni: estudantes capixabas ganham mais prazo para apresentar documentos

Fespes vai denunciar Estado Brasileiro a entidades internacionais de direitos humanos pelo caos no ES

Procurador-geral da República vem ao Estado para dar aval à 'reforma da PM'

Governo abre processo contra 703 militares envolvidos em ‘revolta armada’

Famílias de militares seguem irredutíveis na porta dos batalhões

Nossa Senhora de Lourdes

São Miguel Febres - Padroeiro dos pedagogos

Atenção! Excesso de peso na mochila pode prejudicar saúde das crianças

Peritos aceleram liberação de cadáveres para receber mais corpos no DML

ARENA VERÃO 2017 COMEÇA NESTE FINAL DE SEMANA EM MARATAÍZES

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.