Três novas agroindústrias para gerar renda no campo

C0923_agro

O distrito de Pacotuba, em Cachoeiro de Itapemirim, ganha mais oportunidades de emprego e geração de renda com a abertura de três agroindústrias. Localizados na comunidade de Pedra Lisa, os empreendimentos rurais, que têm apoio da prefeitura, serão inaugurados nesta quinta-feira (25), às 19h.

Um deles, batizado de “Cantinho da Pedra”, é composto por seis trabalhadoras rurais da lavoura de café, que decidiram fabricar pães, bolos, biscoitos e doces. Elas montaram a agroindústria com recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, cerca de R$ 15 mil, usados na compra dos equipamentos para produção.
Os outros dois empreendimentos, “Sabores de Pedra Lisa” e a “Sala do Mel”, se tornaram realidade graças a uma parceria entre a comunidade, a prefeitura e a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo do Estado (Aderes). O primeiro também vai fabricar bolos e outros produtos caseiros, e a segunda, mel puro.

Cada uma vai beneficiar, diretamente, cerca de seis pessoas. Elas ficaram responsáveis pela construção do espaço, o município elaborou os projetos e ofereceu assistência técnica, e a Aderes adquiriu os equipamentos necessários, que somaram um valor de R$ 60 mil.

“Todas essas iniciativas partem de intenções comuns, como a de criar alternativas de renda para o meio rural, diversificar a produção, incluir as mulheres no processo produtivo e incentivar a saída da informalidade”, frisa a subsecretária de Agricultura Familiar de Cachoeiro, Edlene Barros.

A solenidade de inauguração vai ocorrer na Igreja Católica, e contará com as presenças do prefeito Carlos Casteglione, do secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, José Arcanjo Nunes, de representantes da Aderes e membros da comunidade.

Produtos com garantia de procedência

A qualidade dos produtos das agroindústrias é uma das principais preocupações da prefeitura, que oferece assistência técnica para que os fabricantes garantam a aprovação dos órgãos responsáveis pela fiscalização.

“A regularização é fundamental para que os grupos possam inserir seus produtos no comércio local, nas vendas a varejo e nas compras governamentais. Para isso, são muito importantes as parcerias existentes entre os órgãos do município e o governo Estadual, que têm essa meta em comum”, afirma a gerente de Agroindústria da prefeitura de Cachoeiro, Alessandra Albergaria



Publicidade


Outras Notícias


Espírito Santo enfrenta desafio de vencer transmissão vertical do HIV, da hepatite B e da sífilis

Leptospirose é doença grave e transmitida por água contaminada de enchentes

Publicado decreto que autoriza uso do FGTS para compra de próteses

Saiba mais sobre as vacinas contra a gripe disponíveis no Brasil

Santo Apolônio, seu amor a Deus foi concreto

Inscrições para Cachoeirense Ausente de 2018 abrem nesta sexta (23)

Desfile e mostra cultural festejam emancipação de Cachoeiro

“A defesa da água é a defesa da vida”, afirma Papa

São Zacarias, Papa

Mais de cinco mil assinaturas reivindicam asfalto em comunidades de Alegre

São Nicolau de Flue, eremita

Prefeitura de Cachoeiro tenta disciplinar trânsito em cruzamento

Pai é preso suspeito de estuprar a filha de 11 anos em Marataízes

PM encontra pé de maconha dentro de casa em Cachoeiro

Torta Capixaba Orgulho da Nossa Gastronomia

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.