Encontro nacional vai reunir mais de 400 capoeiristas em Cachoeiro

C0924_capoeira

Neste fim de semana, Cachoeiro de Itapemirim recebe mais de 400 capoeiristas, de diversas cidades da região Sudeste do país, para o VI Encontro Nacional Mocambos Capoeira: Rufar dos Tambores. O evento, que conta com o apoio da prefeitura, vai de sexta-feira (26) a domingo (28), em três bairros do município: Gilson Carone, Centro e Alto Coramara.

O fundador do grupo Mocambos Capoeira, Diogo Fardim (mestrando Bulldog), explica que o tema do encontro tem como proposta resgatar a ancestralidade africana da luta. “Atualmente, o viés esportivo tem se sobressaído na capoeira. Porém, é necessário que haja um equilíbrio entre esses dois aspectos: desporto e cultura”, avalia Diogo.

Na noite de sexta, uma roda será aberta na sede do Mocambos, no bairro Gilson Carone, às 19h, para recepcionar os convidados. São 25 mestres e aproximadamente 40 contramestres, mestrandos, professores e instrutores, além de centenas de alunos. Eles virão dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Na manhã de sábado (27), será formada uma orquestra de berimbaus (a tradicional berimbalada), que sairá da Linha Vermelha, em frente ao Museu Ferroviário, às 10h, com destino à praça Jerônimo Monteiro, local em que acontecerá o rufar dos tambores e, logo em seguida, a roda de entrega e troca de graduações. Ao todo, 60 alunos do grupo receberão novas cordas.

Já na parte da tarde, na sede do Mocambos, integrantes do grupo e capoeiristas convidados participarão de cursos oferecidos pelos mestres Corvinho (RJ), Bené (RJ) e César (MG), todos conceituados nacionalmente.

No domingo, é a vez da quadra da escola municipal Professor Deusdedit Baptista, no bairro Alto Coramara, receber o evento. No local, a partir das 9h, serão promovidos os jogos abertos, que reunirão cerca de 80 competidores. Eles disputarão nas categorias masculino, feminino e infantil, subdivididas por graduações.

Volume de jogo, técnica, cadência, quedas e inversões de quedas serão os quesitos avaliados pela comissão de árbitros. “Na categoria infantil, independentemente do resultado, todos os competidores vão receber medalhas. O objetivo principal é incentivar as crianças à prática da capoeira, que traz diversos benefícios para a sua formação”, frisa Diogo.

Bem imaterial da Humanidade

Reconhecida em 2008 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio cultural brasileiro, a capoeira poderá se tornar um dos novos bens imateriais da Humanidade, por meio de eleição da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A votação acontecerá na França, no próximo mês de outubro.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.