Greve dos bancários registra 240 agências fechadas no Espírito Santo

Greve

Continua crescente a adesão dos bancários à greve nacional da categoria. Nesta quinta-feira (2) foram 240 agências paralisadas em todo o Estado, 53 a mais que no primeiro da paralisação, que teve início na terça-feira (30).

Na Grande Vitória foram 148 agências paradas entre bancos públicos e privados, sendo 37 da Caixa Econômica Federal, 45 do Banestes, 34 do Banco do Brasil, nove do Santander, nove do Bradesco, nove do Itaú, três do HSBC, uma do Safra e uma do Mercantil do Brasil (BMB). Também foram fechados três prédios administrativos, o Banco do Brasil da Praça Pio XII, o Centro de Processamento de Dados (CPD) do Banestes e o Banco de Desenvolvimento do Estado (Bandes), além de quatro departamentos gerenciais da Caixa.

No interior do Estado a adesão chegou a 92 agências bancárias. Trinta e sete foram da Caixa, 12 do Banestes, 36 do Banco do Brasil, duas do Itaú, duas do Banco do Nordeste e uma do Santander, Bradesco e HSBC.

Nacionalmente, foram fechados 7.673 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados até o segundo dia de mobilização, de acordo com dados enviados pelos sindicatos à Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) na tarde desta quarta-feira (1).

Os bancários entraram em greve após rejeição da segunda proposta apresentada pelos bancos, que elevou o índice de reajuste de 7% para 7,35% (0,94% de aumento real) para os salários e demais verbas salariais e de 7,5% para 8% (1,55% acima da inflação) para os pisos. A proposta dos banqueiros também desconsiderou as reivindicações de saúde e condições de trabalho, emprego, igualdade de oportunidades e segurança.

Calendário de mobilização

Na próxima segunda-feira (6) o Sindicato dos Bancários do Estado (Sindibancários-ES) realiza plenárias para avaliar a primeira semana de paralisação de categoria e discutir as estratégias de organização da greve.

As plenárias serão divididas em dois blocos: bancários dos bancos públicos federais – Banco do Brasil e Caixa — se reúnem no Centro Sindical da categoria, a partir das 17h30. Já os empregados dos bancos privados, do Banestes e do Bandes, se encontram às 17 horas na sede do sindicato.

Na terça-feira (7) o sindicato convoca assembleia geral para deliberar sobre as estratégias de greve, que incluem a liberação ou fechamento do autoatendimento das agências. A assembleia será no Centro Sindical dos Bancários, às 17 horas.

Reivindicações

Dentre as reivindicações dos bancários está o reajuste salarial de 12,5%; Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários mais R$ 6.247; piso salarial de R$ 2.979,25; vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche ou babá no valor de R$ 724 cada; melhores condições de trabalho com o fim das metas e do assédio moral que adoecem os bancários; e Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.



Publicidade


Outras Notícias


Cachoeiro se prepara para receber mais uma edição da Stone Fair

Bienal Rubem Braga terá encontro nacional de literatura fantástica

Dia D de vacinação contra gripe em Cachoeiro é no sábado (12)

Inscrições no Enem já começaram

Inscrições para o Enem passam de 200 mil em uma hora e meia

São Pedro de Tarantásia, foi um homem pacificador

Diocese de Cachoeiro adota medidas para evitar contágio de gripes

Santa Casa lança campanha para incentivar mulheres a doar sangue

Estudantes são assaltadas na porta de faculdade em Cachoeiro

Homem é morto durante tentativa de assalto em Cachoeiro

Nasceu; e agora? Psicólogos explicam como lidar com a depressão pós-parto

Atenção, motoristas! IPVA de veículos com finais de placas de 6 a 0 começa a vencer

Prorrogado para 10 de maio prazo para renovar contratos do Fies

Campanha de vacinação em todo o país vai até 01 de junho

Conta de luz: Em maio bandeira tarifária mais cara

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.